terça-feira, 20 de março de 2018

Ministério do Trabalho apoia Centro de Formação e Inclusão Social no Ceará

Em visita ao local, ministro interino Helton Yomura conferiu como serão os serviços oferecidos aos trabalhadores

O ministro do Trabalho interino, Helton Yomura, confirmou na tarde desta terça-feira (20) o apoio às atividades do Centro de Formação e Inserção Social pelo Trabalho (CTA) da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) do Ceará.  Durante visita ao local, no bairro Papicu, em Fortaleza, Yomura conheceu a infraestrutura e elogiou as instalações e a funcionalidade do local, que será inaugurado em maio. “Vamos dar total apoio a esse Centro, com a participação do Ministério do Trabalho para ajudar no desenvolvimento de comunidades carentes que serão beneficiadas na região, sempre acreditando no crescimento e incentivando o aperfeiçoamento do potencial do trabalhador cearense”, afirmou.

Acompanhado pelo superintendente regional do Trabalho no Ceará, Fábio Zech, o ministro conheceu a metodologia que será usada para orientar, capacitar e inserir os trabalhadores autônomos e formais no mercado de trabalho. O objetivo do Centro é integrar os serviços nas áreas de formação, intermediação e empreendedorismo, aperfeiçoando o atendimento aos trabalhadores autônomos informais e aos que buscam o trabalho formal, tanto com carteira assinada quanto como Microempreendedor Individual (MEI) ou associado.

A parceria do Ministério do Trabalho será por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que atua em conjunto com o Instituto do Desenvolvimento do Trabalho (IDT) do Ceará. Os atendimentos do Sine/IDT vão abranger desde a qualificação de jovens e pessoas com deficiência (PCDs), emissão de Carteira de Trabalho e entrada no Seguro-Desemprego até intermediação de mão-de-obra.

Segundo a STDS, também serão oferecidos no local serviços de cadastro profissional, diagnóstico de habilidades, plano de empregabilidade, oficina de orientação para o trabalho, orientação sobre empreendedorismo, entre outros.

O Centro vai funcionar em uma área de 2.640 m² de terreno e 2.497 m² de construção, divididos em três pavimentos. Haverá uma sala de acesso principal para atendimento ao público, sala de recepção, área administrativa, auditório, laboratórios, salas de aula, biblioteca, lanchonete com acesso externo, salas de reunião e um bloco de serviços gerais.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.