sexta-feira, 30 de março de 2018

Ovos de Páscoa gourmet podem ser opção para garantir renda extra

Estudantes de Gastronomia da UNINASSAU Fortaleza são incentivados a investir em negócios próprios

Com o tradicional período de Páscoa se aproximando é cada vez mais comum ouvirmos falar em chocolates. Para os empreendedores, a época representa um bom momento para investir na produção de ovos de chocolate gourmet e, com isso, garantir uma renda extra no fim do mês. Na Faculdade UNINASSAU Fortaleza, os estudantes do curso de Gastronomia têm a oportunidade de colocar em prática essa situação, associando os conceitos estudados em duas disciplinas: chocolateria e empreendedorismo.

De acordo com a coordenadora da graduação, Uiara Martins, nas aulas de chocolateria – ministradas pela professora Naara Barros, os estudantes aprendem desde a história do chocolate ao processo de produção e receitas básicas para compor um cardápio, além da elaboração de trufas, ovos de páscoa e bombons recheados. “Muitos alunos já iniciam a graduação com um negócio próprio no ramo alimentício. A disciplina de empreendedorismo, por exemplo, auxilia o estudante na gestão de negócios, finanças e estudo de mercado. O nosso objetivo é que eles associem o conhecimento teórico à prática, buscando realizar seus projetos de vida”, explicou.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), o volume de chocolates para a Páscoa de 2018 ainda está em produção.  Em 2017 foram produzidas quase 9 mil toneladas de chocolate, o equivalente a 36 milhões de ovos. O volume de produção foi 38% menor do que em 2016. Apesar da retração, o Brasil é um dos países com maior volume de vendas de Páscoa no mundo.  Em relação ao consumo de chocolates, registrou-se alta de mais de 8%, reforçando o otimismo para este ano.

Quem tem aproveitado esse momento para lucrar e vem investindo no ramo de chocolates é o empreendedor Shammai Moreira, 25 anos, estudante de Gastronomia da UNINASSAU Fortaleza. O jovem explicou que recebe muitas encomendas devido indicação de outras pessoas a respeito do seu trabalho. Ao falar sobre os lucros, o universitário disse que consegue faturar entre R$ 850 e R$ 1.500 reais.
  
O futuro gastrônomo frisou que já vem colhendo os frutos do período da Páscoa devido à alta demanda de ovos de chocolate gourmet ou ovos de colher, como também são chamados. “Esse é um período muito rentável para quem trabalha nesse ramo.  O que é mais interessante é que o cliente já procura o serviço, é uma busca espontânea. Hoje, a demanda maior se concentra em ovos caseiros nos sabores de Oreo, Kit Kat e Ninho com Nutella”, declarou. 

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.