Recomendo - MOSTRA “DEVI:MULHER EM CENA” NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA DESTACA O PAPEL FEMININO NO CINEMA INDIANO


A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta até 25 de março de 2018, a mostra Devi: Mulher em Cena, que faz um recorte na mais extensa cinematografia mundial, a indiana, focando a mulher como a grande protagonista. Durante a mostra, serão exibidos dez filmes, que tratam do papel da mulher na Índia, revelando as diferentes facetas dentro de uma sociedade complexa e diversa, que caminha entre tradições milenares e estilo de vida moderno e global. A curadora Carina Bini priorizou ainda obras dirigidas por mulheres e que foram realizadas nas últimas três décadas, alcançando produções de diversas regiões do país e privilegiando o cinema autoral.

Retratando uma tradição milenar de culto ao feminino, mas que atualmente vem enfrentando contradições ao expor ações de misoginia, os filmes da mostra apresentam uma provocante reflexão sobre qual a condição da mulher no século XXI. Entre os destaques da programação estão Uma mulher e dois homens (2008), de Adoor Gopalakrishnan, um dos mestres do cinema indiano autoral, como também o recente filme de Bollywood, Pink (2016)de Aniruddha Roy Chouwdhury, estrelado pelo ícone do cinema indiano Amithab Bachchan, que trata com profundidade a questão da mulher na sociedade indiana. A primeira cena do filme foi realizada no Dia Internacional da Mulher, em 2016.

Ainda na mostra, o consagrado filme Água, da diretora Deepa Metha, reconhecida internacionalmente; o premiado Dharma, primeiro filme da jornalista Bavana Talwar, que aborda a questão religiosa na Índia; Margarita e o Canudo, de Shonali Bose, cinema contemporâneo de grande sucesso internacional, exibido no Festival de Cannes, e que aborda com lirismo da questão da acessibilidade, diversidade de gênero e inclusão social. O poético Assim Seja, do casal de diretoresSunil Sukhtankar e Sumitra Bhave, também é um forte representante do cinema autoral de Marathi, uma das indústrias que mais tem estimulado as produções independentes do país.

“Selecionei filmes com temas que passeiam por questões pertinentes ao universo feminino e seus desafios atuais. A Índia é um país que apresenta uma estrutura social complexa, que tenta alinhar padrões tradicionais e modernos, tornando-se uma nação curiosa e que tem sido fonte de estudos e reflexões”, comenta a curadora Carina Bini. “O cinema é um forte elemento que compõe esse espectro social e cultural. Os indianos consomem seu próprio cinema, que traz suas histórias, desejos e aflições para as telas de milhares de salas do país, e as produções acabam construindo um imaginário de forte influência para a sociedade”, complementa.

Carina apresentará também a sua própria visão da sociedade indiana no filme India, my Love story (2016), que será exibido junto com “Devoto” (2010), de Marina Gante, em uma sessão de obras de cineastas brasileiras realizadas na Índia.

Atividades especiais

A mostra ainda inclui atividades ao longo dos cinco dias de exibições. Na quarta-feira (21/03), dia da abertura, houve uma apresentação de dança indianaBharatanatyam, que é um estilo do sul da Índia, apresentado por Erëndira Oliveira, dançarina da escola Natyalaya, de São Paulo, pioneira em dança clássica da Índia no Brasil. No dia 22/03 (quinta-feira), aconteceu sessão especial para uma turma de alunos da rede pública de ensino da cidade e no dia 23/03, às 15h, o público com deficiência auditiva poderá assistir a uma sessão de cinema especial com legendagem LSE. Já no sábado, dia 24/03, às 19h, a programação conta com debate, cuja entrada também é gratuita, com a curadora da mostra, Carina Bini, e Lilia Moema Santana (da Cabeça de Cuia Filmes) entre convidados, que falarão sobre o tema: “O olhar da mulher no cinema e sociedade do século XXI”.

Outras informaçõesfotos e sinopses dos filmes exibidos também podem ser acessadas na página da mostra no Facebook: www.facebook.com/mostracinemaindianoA classificação indicativa dos filmes e a programação também estão disponíveis no site www.caixacultural.gov.br

Programação “DEVI:MULHER EM CENA”

Sexta-feira (23/3)
15h - Fime: Margarita com um canudo* - CLASSIFICAÇÃO: 16 anos
* Sessão acessibilidade
18h - Fime: Uma Mulher e Dois Homens - CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

Sábado (24/03)
15h - Fime: O Ovo do Corvo - CLASSIFICAÇÃO: Livre
17h30 - Filmes Sessão Especial Brasil x Índia - CLASSIFICAÇÃO: Livre
19h30 - Debate: O olhar feminino no cinema indiano - CLASSIFICAÇÃO: Livre
Domingo (25/03)14h – Filme: O Fabricante de Caixão - CLASSIFICAÇÃO: Livre
16h30 - Fime: Assim Seja - CLASSIFICAÇÃO: Livre
19h30 - Fime: Pink- CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

A classificação indicativa dos filmes e a programação também estão disponíveis no site www.caixacultural.gov.br

FICHA TÉCNICA

Patrocínio – CAIXA E GOVERNO FEDERAL
Realização – Atman Filmes e Culturare Arte e Educação
Produção – Tantri Arte
Curadoria e Direção Geral - Carina Bini Fernandes
Produção Executiva e Coordenação de Comunicação- Sueli Navarro

Produção Local - Cristiane Pires
Tradução e Legendagem - Lúcia Arieira, Priscylla Fernandes, João Pedro e Shiva Palackapillil
Editor de Imagens - Marcelo Santos
Criação e Design - Bruno Thales

Serviço:
Cinema: Mostra Devi: Mulher em Cena
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: de 21 a 25 de março de 2018
Horários: Consultar a programação
Ingressos: Abertura gratuita. Demais sessões: R$2,00 (meia) e R$ 4,00 (inteira).
Vendas com 1h de antecedência na bilheteria do local, sujeito à lotação do teatro

Lotação: 160 lugares (4 lugares para cadeirantes)
Classificação Indicativa: Consultar programação e no site www.caixacultural.gov.br   
Acesso para pessoas com deficiência
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local
Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.