quinta-feira, 26 de abril de 2018

Cagece e UFC são parceiras em projeto internacional de detecção de vazamentos

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), participa do projeto “Detecção de Vazamentos e Interação Tubo-Solo em Sistemas de Distribuição de Água”. Trata-se de um estudo que vai ajudar a propor mecanismos para aprimorar a identificação de vazamentos nos sistemas de abastecimento de água. 

O projeto, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), contará com investimento de R$ 1,6 milhão. Deste total, R$ 200 mil serão investidos no Brasil pelo CNPq. O restante do investimento será realizado na África do Sul e na China, com recurso dos respectivos países.   

Além do apoio da Cagece, que participa do projeto vinculada à UFC, também integram a pesquisa a Universidade de São Paulo (USP) e duas instituições acadêmicas estrangeiras: a Zhejiang University, localizada na China, e a University of Cape Town, localizada na África do Sul. A coordenação nacional do projeto ficará a cargo Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da UFC.

A ocorrência de vazamentos em sistemas de distribuição de água é um problema global. Além da perda significativa de água, os vazamentos também podem causar erosão do solo. De acordo com o pesquisador, o projeto de pesquisa irá “investigar o fenômeno da interação tubo-solo em redes de distribuição de água e propor mecanismos para aprimorar a detecção e o controle de vazamentos nesses sistemas”, de forma a promover um uso mais sustentável dos recursos hídricos disponíveis.

Para Silvano Porto, gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica da Cagece, o projeto tem grande potencial para contribuir com avanços tecnológicos para a companhia de saneamento. 

A divulgação dos resultados do projeto será através de publicação de artigos científicos em periódicos internacionais, assim como, em workshops internacionais em cada país participante. 

Está prevista a realização de três workshops, sendo o primeiro em julho de 2018, na Cidade do Cabo (África do Sul), o segundo no Brasil, em Fortaleza e o terceiro na China, com datas a serem confirmadas.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.