segunda-feira, 2 de abril de 2018

CAIXA CULTURAL FORTALEZA REALIZA EM ABRIL OFICINAS E CURSOS VOLTADOS PARA AS QUESTÕES INDÍGENAS

Programação também inclui atividades educativas com foco nas exposições Êxodos, de Sebastião Salgado, e Lágrimas de São Pedro, do artista Vinícius SA

Foto: João Paulo Vieira 

Em abril, a Caixa Cultural Fortaleza, por meio do programa educativo Gente Arteira, vai realizar uma série de atividades dedicadas às questões indígenas contemporâneas. A ideia da programação de cursos, encontros e oficinas é discutir as estratégias desenvolvidas pelas populações indígenas, a partir do contexto social, cultural e econômico.
O mês inicia com o curso A Presença Indígena no Ceará, que acontece nos dias 03, 04, 05, 06 e 10 de abril, das 16h às 20h. O objetivo é mediar discussões entre participantes e representantes indígenas e pessoas ligadas às redes de museus comunitários acerca dos processos de territorialização, da construção social da memória e das políticas indigenistas. Assim, os participantes serão convidados a refletir sobre os conflitos territoriais atuais, as diversas estratégias de resistência e de visibilidade das populações indígenas e os usos que fazem da memória, da história, do patrimônio cultural e das novas tecnologias.

As inscrições para o curso, ministrado por João Paulo Vieira, Mestre em Preservação do Patrimônio Cultural e coordenador da Rede Cearense de Museus Comunitários, acontece de 28 a 30 de março, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br. Classificação: 18 anos. Vagas: 30, por ordem de inscrição.

Já a oficina Pintura Corporal, com Benício Pitaguary, geógrafo, articulador do Museu Indígena Pitaguary, artista plástico e indígena da etnia que lhe dá o sobrenome, visa compreender os processos de pinturas corporais indígenas, seus valores espirituais, naturais, culturais, estéticos e sociais. Durante a oficina, que acontece no dia 07 de abril, das 10h às 19h, os participantes discutirão sobre os modos de pintar e os tipos de pintura, os materiais e tintas utilizados, além de quando e quem pode pintar.
Os interessados podem se inscrever de 03 a 05 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br. Classificação: 18 anos. Vagas: 20, por ordem de inscrição.

O Encontro com Educadores, por sua vez, que acontece no dia 28 de abril, das 10h às 19h, traz como assunto A temática indígena: subsídios à formação de educadores/as a partir da interculturalidade crítica nos processos educativos, que busca trabalhar novos pontos de vista e estudos de caso sobre a concepção cultural e social do indígena. Partindo de uma perspectiva interdisciplinar (Educação, Antropologia, História, Direito), o debate desenvolverá problemáticas como a desconstrução de estereótipos, os direitos constitucionais e os desafios do movimento indígena na atual conjuntura, além da discussão sobre abordagens da temática nos espaços educativos escolares e não-escolares.

O encontro será mediado por Caroline Farias Leal Mendonça, professora titular da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e responsável por desenvolver pesquisas com povos indígenas, atuando na formação de professores/as indígenas. Os interessados em participar podem se inscrever de 24 a 26 de abril via e-mail gentearteira.ce@caixa.gov.br. Classificação: 18 anos. Vagas: 30, por ordem de inscrição. 

Arte, imagem e palavra

A palavra e a imagem também são objetos de reflexão nas atividades promovidas no mês de abril na CAIXA Cultural Fortaleza. Assim, duas atividades estão programadas tendo como mote as exposições Êxodos, com obras do renomado fotógrafo Sebastião Salgado, e Lágrimas de São Pedro, instalação do artista plástico baiano Vinícius S.A. A entrada é gratuita e pode ser vista de terça a sábado, das 10h às 20h, e domingo, das 12h às 19h.  

oficina “E a força que nunca seca pra água que é tão pouca”: o Sertão, os sertanejos e algumas representações na construção da história social, por exemplo, que acontece no dia 14 de abril, das 10h às 19h, traz uma reflexão sobre a construção de uma história social dos sertões, a partir da análise de produções artísticas que constroem e reproduzem algumas representações do sertão e dos sertanejos, como é o caso da instalação Lágrimas de São Pedro.
  
A abordagem da oficina, ministrada por Aterlane Martins, historiador, Mestre em História Social, professor efetivo do IFCE/Campus Quixadá, contempla o entendimento sobre os temas da memória, do patrimônio cultural e da história oral. Dessa forma, durante as discussões, serão apresentados aos alunos projetos de patrimonialização das memórias do Campo de Concentração do Patu, ocorrido na Seca de 1932, em Senador Pompeu, localizada no Sertão Central do Ceará.

As inscrições são de 10 a 12 de abril pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br. Classificação: 18 anos. Vagas: 30, por ordem de inscrição.

Além disso, o curso Captação de imagens na pesquisa etnográfica visa apresentar as possibilidades de produção de conhecimento a partir da imagem e do som, dialogando com o caráter documental da exposição Êxodos, de Sebastião Salgado. A partir de experimentações utilizando dispositivo móvel e da análise defilmes documentários e produções antropológicas contemporâneas, os participantes refletirão sobre as problemáticas que envolvem a pesquisa com mídia audiovisual.

Os encontros, que serão mediados por Joceny Pinheiro, cientista social, Mestre em Antropologia Visual (2003) e doutora em Antropologia Social com Mídia Visual (2009) pela Universidade de Manchester, no Reino Unido, acontecem de 17 a 20 de abril, das 17h às 20h, e 21 de abril das 10h às 19h. Inscrições podem ser feitas de 10 a 12 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br. Classificação: 18 anos. Vagas: 20, por ordem de inscrição.

Arte e educação em exposição

Como forma de trabalhar de forma mais efetiva essas temáticas presentes nas exposições Êxodos e Lágrimas de São Pedro, a Caixa Cultural Fortaleza também vai oferecer visitação mediada e oficinas para grupos agendados, para diferentes grupos e faixas etárias, entre escolas públicas, particulares e organizações sociais. São atividades que envolvem análise crítica e literatura, experimentações fotográficas e expressão corporal.

Aos estudantes de ensino médio que estejam se preparando para o ENEM, as Mediações Especiais ocorrerão em todas as quartas-feiras de abril, trabalhando conceitos da História, da Geografia, da Cultura e da Economia, sob duas temáticas principais: Políticas contemporâneas de Migração a partir da exposição Êxodos e Meio ambiente e Sustentabilidade: processos de desertificação e impactos socioeconômicos a partir da Exposição Lágrimas de São Pedro.

Contação de histórias nos jardins

E para a família que não abre mão de uma programação divertida e educativa no domingo, a Caixa Cultural Fortaleza vai promover, nos dias 15 e 22 de abril, atividades de contação de histórias com o Educativo Gente Arteira. O Fim de Tarde no Jardim da Imaginação é destinado para crianças a partir de 02 anos e acontece das 16h30 às 18h, na área externa do centro cultural.


Serviço: Programa Educativo Gente Arteira – atividades para abril de 2018

Oficina: Pintura Corporal 
Data: 07 de abril
Horário: 10h às 19h
Inscrição: 03 a 05 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br 
Classificação:  18 anos
Capacidade: 20 pessoas, por ordem de inscrição

Curso: A Presença Indígena no Ceará
Data: 03, 04, 05, 06 e 10 de abril
Horário: 16h às 20h
Inscrição: 28 a 30 de março, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br 
Classificação:  18 anos
Capacidade: 30 pessoas, por ordem de inscrição

Encontro com educadores: A temática indígena: subsídios à formação de educadores/as a partir da interculturalidade crítica nos processos educativos
Data: 28 de abril
Horário: 10h às 19h
Inscrição: 24 a 26 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br 
Classificação:  18 anos
Capacidade: 30 pessoas, por ordem de inscrição

Curso: Captação de imagens na pesquisa etnográfica
Data: 17 a 21 de abril
Horário: 17 a 20 de abril, das 17h às 20h, e 21 de abril das 10h às 19h
Inscrição: 10 a 12 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br 
Classificação:  18 anos
Capacidade: 20 pessoas, por ordem de inscrição

Oficina: E a força que nunca seca pra água que é tão pouca”: o Sertão, os sertanejos e algumas representações na construção da história social
Data: 14 de abril
Horário: 10h às 19h
Inscrição: 10 a 12 de abril, pelo email gentearteira.ce@caixa.gov.br 
Classificação:  18 anos
Capacidade: 30 pessoas, por ordem de inscrição

Contação de histórias: Fim de Tarde no Jardim da Imaginação
Data: 15 e 22 de abril
Horário: 16h30 às 18h
Classificação: crianças a partir de 02 anos e suas famílias


Mais informações e agendamento de visitação mediada e oficinas: Gente Arteira – (85) 3453.2780 – gentearteira,ce@caixa.gov.br

Programação Cultural – Exposições na CAIXA Cultural Fortaleza 

Êxodos – Sebastião Salgado
Período: 21 de março a 20 de maio de 2018
Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita
Acesso para pessoas com deficiência
Paraciclo disponível no pátio interno

Lágrimas de São Pedro
Período: 21 de março a 06 de maio de 2018
Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita
Acesso para pessoas com deficiência
Paraciclo disponível no pátio interno


Acesse o site www.caixacultural.gov.br
Baixe o aplicativo “Caixa Cultural”

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.