quarta-feira, 25 de abril de 2018

Encontro de Raízes: Teatro Carlos Câmara e projeto É o Gera realizam neste sábado, dia 28/4, a partir das 17h, o Encontro dos Povos da Mata com os Povos de Terreiro

A atividade encerra a programação de Abril do programa Encontro de Raízes e contará com a presença da Cacique pequena, Povo Jenipapo-Kanindé, de Mãe Taquinha e do Afoxé filhos de Oya.

Neste sábado, dia 28/4, o Teatro Carlos Câmara, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), e o projeto “É o Gera” trazem uma programação especial para o encerramento dasatividades de Abril, o Encontro dos Povos da Mata com os Povos de TerreiroA ação integra o programa Encontro de Raízes, que ocorre aos sábados à tarde, trazendo o melhor das raízes da cultura popular nordestina, incluindo a cultura dos povos originários e africanos que por aqui fincaram suas raízes. O Programa promove o encontro do patrimônio imaterial do Brasil, com o reggae roots que vem ocupando as periferias de Fortaleza.

Durante o mês de abril, o Teatro Carlos Câmara, através da Ocupação É o Gera, realizou dois aniversários que marcaram o primeiro foi do grupo de capoeira Ukilombo que é residente do teatro às segundas e quartas-feiras e, no sábado seguinte, tivemos o aniversário do projeto de Dj’s de reggae, Radiola Sound System que, além de suas apresentações musicais, fazem um trabalho de formação nas comunidades, sobre montagem de equipamento e eventos em espaços públicos.

Cacique pequena e o Povo Jenipapo-Kanindé

A história da vida de Maria de Lourdes da Conceição Alves, 73 anos, se confunde com o movimento de resistência dos povos indígenas cearenses. É conhecida por todos como Cacique Pequena. Essa ''pequena, grande'', como as pessoas costumam dizer, rompeu com um costume ainda hoje presente nos índios brasileiros. É considerada “Guardiã da Memória”. Também é Mestra da Cultura, reconhecida pelo Governo do Estado do Ceará.

Em 1994, os índios Jenipapo-Kanindé estavam lutando pelo seu reconhecimento pela Funai. O antigo cacique havia morrido há três anos e uma mulher se destacava na liderança dessa luta e na defesa da causa indígena. Foi o que levou a aldeia escolher Pequena como representante máxima. A aldeia indígena Jenipapo-Kanindé, localizada às margens da Lagoa da Encantada e próxima ao Morro do Urubu, em Aquiraz.

Mãe Taquinha e Afoxé Filhos de Oya
O Afoxé foi fundado em 28 de fevereiro de 2008, com sede no Centro Espirita de Umbanda Rei Dragão do Mar, situado no bairro Jardim Jatobá, tendo como objetivo a divulgação, esclarecimento e valorização da cultura africana e da raça negra no Brasil. O mesmo tem como presidente e fundadora Mãe Taquinha de oya, mãe de santo na umbanda a qual esta na religião a 40 anos e também feita no candomblé a 24 anos. O afoxé tem Iansã como seu orixá patrono, deusa dos ventos e das tempestades, mulher de muita beleza, forte e determinada. As cores predominantes do grupo são rosa, prata, dourado e branco.

Sobre o É o Gera

O projeto, com duração de 7 meses, surgiu a partir do diálogo entre profissionais que atuam na cena cultural de Fortaleza e os coletivos Servilost, Coletivo Natora , Raízes da Periferia e Ocupa Cajueiro, com o intuito de ocupar os espaços da cidade com a voz e a cara da juventude, gerando a formação, a difusão e o intercâmbio de novos protagonistas das artes na cidade. Toda a programação é gratuita. O projeto foi selecionado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), através de edital, para propor uma programação cultural e ocupar o Teatro Carlos Câmara. 

Confira a programação de Maio

Dia 28/4 - 17h
Cacique Pequena
Mãe Taquinha + Afoxé Filhos de Oya

Dia 05/05 -17h
DJ Thaís Araújo
Coco de Caetanos de Cima
DJ Jah Man

Dia 12/0517h DJ Liz
Coco do Pecém
Bonja roots

Dia 19/05 - 15hOficina de Maracatu Cearense com Adriano Kanu
DJ Sister Jaam
Coco dos Estevão
DJ Biel Rasta

Dia 26/05 - 15h
Vivência Musical e Corporal com o grupo Coco do Iguape
Djs:  Luana campigotto e Josiel Sockingston
Show do grupo Coco do Iguape

> Fotos de divulgação

:: Serviço
E
Local: Teatro Carlos Câmara - Rua Senador Pompeu 454 - Centro
Dia: sempre aos sábados, a partir das 17h
Entrada Gratuita

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.