sexta-feira, 20 de abril de 2018

HOJE - Decisão judicial acolhe pedido do MPT e assegura direitos a trabalhadores de postos de combustível

Liminar já é válida para o feriado de Tiradentes, neste sábado
Em decisão liminar nesta sexta-feira (20), a Justiça do Trabalho determinou que os donos de postos de combustível do Ceará devem seguir as normas estabelecidas na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, firmada em 2017. Desde janeiro deste ano, funcionários do setor trabalhavam sem a garantia dos direitos expressos em CCT, por falta de consenso nas negociações coletivas. Diante do impasse, nas tentativas de conciliação, o Ministério Público do Trabalho no estado propôs o imediato restabelecimento da convenção coletiva como condição para a abertura dos postos nos feriados, com o objetivo de assegurar os direitos trabalhistas.
O procurador-chefe no MPT-CE, José Parente Vasconcelos Júnior, foi favorável à liberação do funcionamento, em caráter excepcional. “Foi uma forma de conciliar os interesses da sociedade, sem prejuízos para os trabalhadores”, explica. “O sindicato patronal ingressou com mandado de segurança para autorizar o funcionamento dos postos, mesmo com a convenção coletiva vencida. Mas agora os trabalhadores terão assegurados os direitos previstos na convenção anterior”, detalha. Dessa forma, funcionários escalados em feriados têm direito à remuneração em dobro. Também podem compensar o dia trabalhado com folga, mediante comunicação ao sindicato laboral.
A medida vale até que nova convenção seja firmada entre os sindicatos laboral e patronal da categoria. O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, Francisco José Gomes da Silva, destacou a atuação do MPT e outras entidades na tentativa de solucionar o conflito de classe, para “garantir a ordem social sem esquecer igualmente do respeito aos direitos dos trabalhadores”. Enfatizou, ainda, que a prorrogação atende a uma situação pontual e urgente, justificada “pelo fato do serviço de venda a varejo de combustíveis constituir atividade essencial à sociedade”.
Convenção Coletiva
A CCT é um pacto jurídico firmado entre sindicatos de empregadores e empregados para regular questões específicas das relações trabalhistas da categoria. É necessária autorização em convenção coletiva para abertura de comércio varejista em feriados, de acordo com a Lei nº 10.101/2000.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.