segunda-feira, 14 de maio de 2018

126 mortes registrada em 2018. Unifanor Wyden debate violência contra LGBTQS


52% das mortes entre os LGBTQ no mundo acontecem no Brasil. O tema é assunto do 1º Ciclo de Debates Sobre Questões LGBTQs.

A cada 19 horas, um LGBTQ é assassinado ou comete suicídio no Brasil. É com esse dado alarmante do Grupo Gay da Bahia, com base em casos documentados só em 2018, que se mostra a necessidade de se tornar visível a violência, em muitos casos, silenciosa, que o grupo sofre.

Para discutir os diversos aspectos da violência sofrida por eles e elas, o Coletivo de Estudantes de psicologia do Unifanor Wyden, Coepsi, organiza desta segunda até quinta-feira (17), o 1º Ciclo de debates de Questões LGBTQ.

O evento é relevante por trazer o tema da diversidade humana, que precisa ser refletida e percebida nos dias atuais“, conta o coordenador do curso de psicologia da Unifanor, Márcio Gondim.
Entre os assuntos debatidos estão questões como  invisibilidade no meio, como o sistema educacional está preparado para lidar com alunos LGBTQ, políticas públicas e direitos, violência e suicídio. 
SOLIDÁRIO
Além de debater assunto importantes, o evento ainda tem o cunho solidário. Para participar é necessário doar 1kg de alimento não perecível. Toda a arrecadação será entregue para o Abrigo Thadeu Nascimento, espaço criado para acolher homens trans em situação de vulnerabilidade.
A inscrição é online, e a entrega da doação acontece no local do evento.
SERVIÇO:
1º Ciclo de debates de Questões LGBTQ.
Local: Auditório 1 e 2 da UniFanor - Av. Santos Dumont, 7800 - Dunas
Data: 14 a 17 de maio de 2018
Horário: a partir das 14h30
Inscrições: 1kg de alimento não perecível. Inscrições online no endereço: https://bit.ly/2L1Hxjd

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.