Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba, maior festival de formação musical do Ceará, acontece de 30/6 a 6/7, em Viçosa, trazendo shows, rodas de som e oficinas



Durante sete dias, Viçosa do Ceará irá se tornar o maior palco da música do Estado, com a chegada do Festival que traz 11 shows de nomes como Kátia Freitas e Amelinha, 60 oficinas de música popular, música erudita e produção musical, além de rodas de som e encontro com os Mestres da Cultura do Ceará que irão compartilhar seus saberes e fazeres musicais.

O palco de uma das maiores celebrações da música no Estado, Viçosa do Ceará, irá receber a mais nova edição do Mi -  Festival Música da Ibiapaba. Apresentada pelo Governo do Estado do Ceará e Ministério da Cultura, com realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Fundação Amigos do Theatro José de Alencar,  a 14ª edição do Festival acontecerá de 30 de junho a 6 de julho, reunindo  11 shows de nomes como Kátia Freitas e Amelinha, 60 oficinas de música popular, música erudita e produção musical, além de rodas de som, de encontros com os Mestres da Cultura do Ceará, que irão compartilhar seus saberes e fazeres musicais, dentre outras atividades. A programação completa do Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba, realizada inteiramente com entrada franca, pode ser conferida no site http://festivalmi.com. O  Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba  conta com apoio da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), da Prefeitura de Viçosa, e patrocínio da Naturágua e Café Santa Clara.

"O  Festival Música da Ibiapaba, o Mi, chega a sua 14ª edição se consolidando como festival de formação. Portanto, ele tem essa identidade de encontro de músicos, mestres e aprendizes dos mais diversos tons e sonoridades da música instrumental e da música popular que se reúnem para trocar suas experiências artísticas e estéticas. Os participantes saem dali transformados, mais inspirados, com experiências musicais diversificadas, ampliando seus repertórios para exercer sua atividade artística", destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano Piúba.

O gestor também ressalta o aspecto da programação artística do Festival. "Vamos abrir o Mi com o show da cantora Kátia Freitas, depois de uma longa temporada longe de Fortaleza. Ela está voltando mais refinada, rebuscada, como uma diva, que apresenta um espetáculo com canções inéditas e outras já conhecidas. Por sua, vez, reforço o convite também para o encerramento, com show da Amelinha, que irá nos presentear com sua voz e seu repertório tão vasto e tão bonito para cantarmos juntos", reforça.

Shows

Quatro espaços pela cidade de Viçosa do Ceará serão palco dos 11 shows programados para acontecer durante o Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba: o Anfiteatro Alberto Nepomuceno, o Teatro Pedro II, a  Feira de Artesanato e Gastronomia  e o patamar de Igreja Matriz. Tendo como objetivo democratizar o acesso à música, com uma programação inteiramente gratuita, e promover a diversidade cultural e a fruição musical, o Festival tem sido espaço para artistas de todo o Ceará e de outros cantos do Brasil.

A cantora e compositora Kátia Freitas faz a abertura do 14º Mi. Voltando aos palcos, ela irá apresentar um repertório com seus sucessos e novas composições, reunindo um grande time de músicos locais, com um show dirigido pelo guitarrista e compositor Cristiano Pinho.  

Entre outras atrações, ampliando a diversidade do Festival, estão nomes de destaque da música autoral como  Daniel Groove e Juruviara, além da potência das vozes de Nayra Costa, com o Mandacaru Jazz, e de Aparecida Silvino.  A música de influência afro-brasileira do grupo Horoyá, sucesso no Festival Maloca Dragão, também faz parte dessa multiplicidade do Mi, que conta ainda com atrações como a Orquestra Popular do Nordeste, Orlângelo Leal, e os músicos Samuel Rocha e Nonato Lima.

Outro destaque desta edição são os grupos formados no interior do Ceará que estão em ascensão como Colorida (Sobral) e Os Bardos (Tiangá) e Octabossa (Cariri).

O encerramento desta edição do Mi conta com a apresentação de outra grande cantora e compositora cearense: Amelinha, que iniciou sua carreira na década de 1970, ao lado de outros cantores cearenses como Fagner, Belchior e Ednardo, integrando o grupo conhecido como o "Pessoal do Ceará".

Oficinas

A cada edição, o Festival Música da Ibiapaba (Mi) se renova, mantendo sua proposta de aprimorar e desenvolver a cultura musical do nosso Estado, possibilitar diálogos, troca de saberes, geração de novas referências, revelar talentos e valorizar músicos, compositores, intérpretes, técnicos, pesquisadores e demais agentes da cadeia produtiva da música cearense e brasileira.

Com um recorde de 1.472 inscrições para esta edição, o Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba selecionou 890 pessoas, entre instrumentistas, regentes e arte-educadores que irão participar das 60 oficinas de música ministradas por professores de vários lugares do Brasil, que estão divididas em 6 diferentes núcleos: Musicalização, Instrumental, Vocal, Estruturação e História, Didática Musical e projetos Especiais.  

As oficinas são atividades voltadas para jovens e veteranos músicos, que serão ministradas por professores cearenses como Heriberto Porto, Arley França, Luizinho Duarte, Aparecida Silvino, Isaíra Silvino, Rodolf Forte, Hermano Faltz, e renomados profissionais de fora do Estado como Curumim (SP), Adevilson Cerqueira (SC), Carol Panesi (RJ), Hudson Nogueira (SP), Júnior Primata (RN),  Sueli Helena (MG), Salomão Soares (PB), entre outros.  

Além de terem uma grande vivência musical com vários mestres da música, durante os sete dias de evento, os participantes das oficinas também realizam apresentações nos palcos de Viçosa, contribuindo para a circulação da música cearense, bem como para o incentivo aos jovens talentos e para a conclusão de etapas práticas de formação.  

Encontro de Bandas e Encontro de Regentes

O Mi também será palco por mais um ano do Encontro de Bandas e Encontro de Regentes, reunindo músicos de todo o Ceará. O  VI Encontro Estadual de regentes de Bandas do Ceará acontece no sábado (30/6), a partir de 8h, na Escola de Ensino Fundamental e Médio Júlio de Carvalho.  Na oportunidade, os regentes realizam um debate em torno das políticas públicas voltadas para a música e para o fortalecimento do  Sistema Estadual de Bandas de Música do Ceará (Sebam).

Já o  Encontro de Bandas acontece no domingo (1º de julho), às 16h, com um cortejo pelo centro de Viçosa e apresentação artística com as bandas da região da Ibiapaba na Praça da Matriz. Mais de 50 músicos das bandas municipais de  Carnaubal, Viçosa e São Benedito estarão reunidos.

Programação com os Mestres da Cultura

Em mais uma edição, a convivência com os Mestres da Cultura do Ceará está garantida nesta 14ª edição do Mi. Os mestres Geraldo Amâncio e Macaúba, recentemente selecionados através do edital Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), além do mestre Moisés Cardoso, irão realizar uma vivência com os participantes das oficinas para repassar seus saberes e fazeres musicais.

Parte da política da Secult, o programa Mestres da Cultura tem se inserido nos eventos estruturantes da Secretaria, à exemplo do Encontro Mestres do Mundo e da Bienal Internacional do Livro do Ceará. Referência do Ceará para o Brasil, o programa dos Mestres da Cultura recebeu à época de sua criação, um prêmio do Ministério da Cultura, pela qualidade e pelos efeitos da iniciativa. Selecionados pela Coordenadoria de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural da Secult, após apresentação de propostas pela sociedade civil, os mestres da cultura passam a contar com reconhecimento institucional e recebem um subsídio no valor de um salário mínimo mensal, como auxílio para a manutenção de suas atividades e para a transmissão de seus saberes e fazeres.

Sobre os mestres que participam do Mi - 14º Festival Música da Ibiapaba:

Geraldo Amâncio (Fortaleza). É considerado um dos maiores cantadores/repentistas, em atividade, do Nordeste. Gravou 18 discos de cantoria fazendo dupla com renomados cantadores e recebeu mais de 150 prêmios nas cerca de 200 cantorias/festivais.

Macaúba (Fortaleza). Pouca gente sabe que José Felipe da Silva é o Macaúba, conhecido nas rodas de choro e samba, de Fortaleza, tocando bandolim. Bandolinista virtuoso, autodidata, aos 13 anos já tocava em reisados, pastoris e teatro de bonecos.  

Moisés Cardoso (Trairi). Herdou a tradicional dança do coco dos seus antepassados indígenas. Os passos, o ritmo e o movimento corporal têm relação com o universo do trabalho rural. Criou uma escolinha para repassar a dança para a comunidade.

Serviço
14º MI - Festival Música da Ibiapaba
De 30 de junho a 6 de julho em Viçosa do Ceará
Mais informações: http://festivalmi.com/
Programação gratuita

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.