segunda-feira, 4 de junho de 2018

Vamos ao teatro? Veja as dicas do Blog




PEÇA “O DELÍRIO DO VERBO”, COM JONAS BLOCH, É ATRAÇÃO NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA NO MÊS DE JUNHO
O ator interpreta textos de Manoel de Barros, numa narrativa cheia de poesia e humor. Ele apresenta um novo olhar sobre a vida, numa linguagem inovadora e surpreendente.

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 08 a 10 e de 15 a 17 de junho de 2018, a peça “O Delírio do Verbo”, com o ator Jonas Bloch interpretando textos de Manoel de Barros. Uma narrativa cheia de poesia e humor, que traz um novo olhar sobre a vida, numa linguagem inovadora, surpreendente.
O renomado ator Jonas Bloch, com mais de cinco décadas atuando em televisão, teatro e cinema, apaixonou-se pelos textos de Manoel de Barros e selecionou os que se adaptavam ao teatro para realizar esse espetáculo.


“Ao ler Manoel de Barros, fiquei tão emocionado, quemeu primeiro impulso foi o de compartilhar suas palavras com todo mundo. Selecionei os textos, procurando dar uma visão das diversas faces da obra deste grande poeta. A grande ambição do ator é ser instrumento da beleza, mensageiro de um mundo novo. Fazer com que as pessoas saiam de sua rotina e vivenciem outros universos, tenham experiências que ampliem seus horizontes e cresçam como seres humanos. Manoel de Barros nos oferece isso, um novo olhar sobre a vida, transgride a linguagem estabelecida, a visão estratificada de nossa cultura, abre nossos olhos para as coisas mais essenciais, abrindo caminhos para uma renovação”,comenta Jonas Bloch.
Considerado por Carlos Drummond de Andrade, “o maior poeta brasileiro”, a poesia de Manoel não é composta de rimas e métrica. Não se baseia num clima romântico tradicional, é plena de humor, de inovações e delicadezas. 
A equipe do premiado espetáculo tem a supervisão de Emilio de Mello, também ator, figurinos de Cassio Brasil e desenho de luz de Bruno Cerezoli. A cenografia é inspirada no artista Arthur Bispo do Rosário, cuja obra se identifica com as citações de Manoel de Barros. Ambos encontram Beleza em coisas que não damos importância, transformando-as em poesia, as “coisas sem santidade”. O ator Jonas Bloch, também formado em Artes Visuais, é quem assina o cenário da peça, assim como o trabalho artesanal presente na cenografia.
Jonas Bloch:
Com mais de cinquenta anos de profissão como ator, Jonas Bloch dividiu sua carreira entre televisão, teatro e cinema. Participou de novelas, como “Mulheres de areia”, “A viagem” e “Novo Mundo”, em filmes como “Amarelo Manga” e “Cabra Cega”, de filmes e séries internacionais, com destaque para “Discretion Assured”, além de peças como “Hamlet” e “Sonho de uma noite de verão”, ambas de Shakespeare.
Também foi professor em Universidades. Já atuou em 38 peças de Teatro, 40 filmes, e em 47 produções para TV. Foi premiado nos Festivais de Cinema de Recife, no “Guarnicê”, o Festival de Cinema do Maranhão e no de Canoa Quebrada.
Manoel de Barros:
Manoel de Barros foi vencedor de dois prêmios Jabuti. Guimarães Rosa, que fez a maior revolução na prosa brasileira, comparou os textos de Manoel a um "doce de coco". Foi também comparado a São Francisco de Assis pelo filólogo Antônio Houaiss, "na humildade diante das coisas (...). Tenho por sua obra a mais alta admiração e muito amor." Segundo o escritor João Antônio, a poesia de Manoel vai além: "Tem a força de um estampido em surdina. Carrega a alegria do choro." Millôr Fernandes afirmou que a obra do poeta é "única, inaugural, apogeu do chão." E Geraldo Carneiro afirma: "Viva Manoel violeur d'amores violador da úl tima flor do Lácio, inculta e bela. Desde Guimarães Rosa a nossa língua não se submete a tamanha instabilidade semântica".

Ficha Técnica:
A partir da obra poética de MANOEL DE BARROS
Idealização e Interpretação JONAS BLOCH
Supervisão Cênica EMÍLIO DE MELLO
Cenografia JONAS BLOCH
Desenho de Luz BRUNO CEREZOLI
Figurinos CASSIO BRASIL
Trilha Sonora ALEXANDRE NEGREIROS
Fotografias DÉCIO DANIEL E GUGA MELGAR
Design Gráfico IVAN CRUZ
Direção de Produção BLOCO PI PRODUÇÕES - DAMIANA GUIMARÃES
Produção Local: FREE LANCER 
Assessoria de Imprensa Local: DIVULGA AÇÃO 
   
Serviço:
Teatro: “O Delírio do Verbo”
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
EndereçoAv. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: de 08 a 10 e de 15 a 17 de junho de 2018
Horários: sexta, às 20h | sábado, às 20h | domingo, às 19h
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 14 anos 
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)
Vendas a partir do dia 07/06 para as apresentações de 08 a 10 de junho, e a partir do dia 14/06 para as apresentações de 15 a 17 de junho, das 10h às 20h, na bilheteria do local 
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local 
Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza: 
(85) 3453-2770

***


Grupo Ninho de Teatro é destaque na programação do TJA

O grupo estreia o programa Pauta Ceará do Theatro José de Alencar com o espetáculo “Poeira”, Conexões Sonoras inicia temporada 2018

A programação semanal do TJA inicia na terça-feira (05.06) com o show "Horizonte Aparente". Os músicos Ayrton Pessoa Bob (sintetizador, acordeon) e Jônatas Gaudêncio (clarinete) e o iluminador Rái Santorini apresentam o trabalho, realizado há mais de dois anos, inspirada em ambientes ermos e desabitados que se desdobram em composições,em partes abertas, que seguem uma narrativa de viagem, descoberta e transformação. A apresentação inicia às 19h e os ingressos serão vendidos ao preço de R$10 (inteira) e R$5 (meia). Classificação indicativa é livre.

Arte de Rua Tradição

O programa Arte de Rua Tradição de junho traz à Calçada do TJA os dramas da Mestra Zilda e o Grupo Cultura e Memória. Zilda desde infância compõe dramas em Guaramiranga, na região do Maciço de Baturité. A apresentação acontece às 17h30, na quarta-feira (07.06). Entrada gratuita e classificação indicativa livre.

A XXVI Turma de Licenciatura em Teatro do Instituto Federal do Ceará (IFCE) faz temporada do espetáculo “Abatidos na saída de Incêndio” nas quartas-feiras, 06, 13 e 20, de junho no Theatro José de Alencar. A trama acontece num restaurante surreal, onde os todos os fregueses e funcionários são frangos em processo de humanização - a origem desse comportamento é obscura. Um dia a situação foge do controle desencadeando uma histeria coletiva e os frangos nunca mais serão os mesmos. A peça acontece no Palco Principal do TJA, sempre às 19h, e a entrada é gratuita. Classificação indicativa: 12 anos.

Nos dias 07 e 08 de junho, o espetáculo de conclusão do Curso Princípios Básicos de Teatro – tarde 2016/2017, com direção do professor Joca Andrade, “Crias da Terra”, volta ao TJA em breve temporada. A peça nos conta a história do universo feminino representadas em diferentes contextos. Resultado de colaboração coletiva, a peça aborda em sua poética o universo feminino em sua complexa e sensível condição de ser mulher. Serão duas sessões por dia, 16h e 19h e os ingressos estarão a venda no valor de R$ 6 e R$3 (meia). Classificação indicativa  12 anos.

Ainda na sexta-feira (08.06), o Centro Cultural Canto da Apá apresenta a nona edição do Projeto Conexões Sonoras às 19h. A apresentação celebra a música brasileira com setlist que perpassa de Chiquinha Gonzaga a Noel Rosa, a cantora e idealizadora do projeto, Apá Silvino, reúne seus cantores para um encontro no Palco Principal do Theatro José de Alencar. Os ingressos já estão à venda ao preço de R$20 (inteira) e R$10 (meia). A classificação indicativa é livre. Informações: (85) 99603-8029.

A Feira no Jardim do Zé de junho recebe o Arraiá da Cumade Neide, neste sábado (09.06) a partir das 16h. O arraiá é realizado pela turma do Curso Princípios Básicos de Teatro - turma noite e contará com o mais tradicional dos festejos juninos, barracas, comidas típicas e muito forró. Além do arraiá a Feira receberá uma vasta variedade de produtos, muitos de fabricação artesanal. A feira acontece uma vez no mês e tem entrada gratuita.

Estreia do “Pauta Ceará”

A novidade da programação dos 108 anos é a estreia do programa “Pauta Ceará”, o programa inicia dia 09 de junho (sábado) com o espetáculo “Poeira’ do Grupo Ninho de Teatro, às 19h, no Palco Principal. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é 18 anos.  A peça é uma homenagem aos Mestres de Tradição Popular do Cariri e conta através das memórias dos Mestres, traços de nossa identidade cultural, nossa terra-raiz e as “Poeiras” que a compõe. O grupo estreia o programa Pauta Ceará do Theatro José de Alencar, que tem como objetivo trazer, mensalmente, atividades culturais do interior do estado do Ceará ao TJA, fomentando cada vez mais a cultura do estado.

Final de semana com teatro no Anexo - CENA

Nos sábados (02, 09, 16, 23 e 30) de maio, o Teatro Morro do Ouro recebe o espetáculo "O Guardador De Sonhos - 130 Anos de Fernando Pessoa". A peça faz uma viagem ao intelecto humano, sempre questionando o porquê, como viemos ao mundo, como vivemos com a natureza que nos cerca. Alberto Caeiro, desliza sobre a natureza e a religião de uma forma muito crua, deixando que o público decida sobre o que ouviu e sentiu. A atividade inicia sempre às 18h, e os ingressos estarão à venda no valor de R$10 (inteira) e R$5 (meia), a classificação indicativa é 16 anos.

Já nos domingos (03 e 10), o Grupo Ether 27T apresenta o espetáculo  “Por Um Fio - O Grande Espetáculo" na Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya às 16h. O Fabuloso Caixeiro Viajante, Fio, entra na sua roda, onde irá iniciar seu mostruário, adquiridos em várias viagens e que estão relacionados à sua história e seu passado. O público é convidado a participar de um jogo, onde quem somos e quem fomos é posto em cena. Imaginação, faz de conta e o “lugar bom” tomam protagonismo. Os ingressos serão vendidos ao preço de R$10 (inteira) e R$5 (meia), a classificação indicativa é livre.

Sala de Concerto

No domingo (10.06) a Sala de Concerto recebe os grupo “Doce de Flautas e Orquestra Transversal”. Projetos de Iniciação Artística da Universidade Estadual do Ceará, sob a coordenação dos professores Heriberto Porto e Luciana Gifoni, trazem ao público um recital com músicas barroca, música brasileira e de compositores cearenses. O recital terá a participação da classe de improvisação do curso. A apresentação inicia às 17h, no Foyer do TJA e a entrada gratuita, a classificação indicativa é livre.

Ainda no domingo (10.06), o Coral de Mulheres Folk apresenta “Canções em tecnicolor" às 18h30 no Palco Principal do TJA, um passeio sonoro com toques folk, pop, rock e erudito. Os ingressos serão vendidos ao preço de R$20 (inteira) e R$10 (meia), a classificação indicativa é livre.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.