quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Estamos de olho - Cinco meses após chacina, Praça da Gentilândia recebe debate sobre segurança


Reduto boêmio da capital Fortaleza, o Benfica aos poucos se torna um ponto esquecido na cidade. As lembranças da noite de nove de março ainda são fortes na memória dos frequentadores e moradores do bairro. Os assassinatos de sete jovens resultou no esvaziamento da Praça da Gentilândia, que receberá um debate sobre Segurança Pública nesta quinta-feira (23).

“É preocupante imaginar que a maior parte das vítimas é jovem, negra e de periferia. Parece que a nossa vida tem menos importância que aquela que mora em área nobre”, comenta Videl Duarte, uma das participantes do debate e integrante do Frente Favela Brasil.

O evento acontece em meio ao crescente número de homicídios no Ceará. Somente no ano passado, mais de cinco mil pessoas foram assassinadas no estado, conforme balanço da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Este ano, mais de três mil Crimes Violentos Letais Intencionais, como são tipificados os crimes, aconteceram no Ceará. Somente no último fim de semana, cerca de 37 homicídios foram registrados, apontam dados extraoficiais divulgados pela mídia local.

“Escolhemos a praça para o debate por conta desta simbologia que ela traz. É um local que a juventude se apropria, mas que aos poucos, é esquecido por conta da violência. Esse esvaziamento é o resultado da falta de cultura, esporte e outras atividades para distanciar o jovem do crime. Assim, a ocupação do espaço é uma maneira de diminuir a violência”, explica Videl.

SERVIÇO:
DEBATE SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA
ONDE: Praça da Gentilândia (Próximo ao Caicó)
QUANDO: 23/08, às 16h
O debate é aberto e gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.