sexta-feira, 10 de agosto de 2018

MPCE recebe PM e dirigentes do Ceará para discutir segurança do jogo contra Atlético-PR


Na manhã desta sexta-feira (10/08), o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), recebeu representantes do Ceará Sporting Club e dos Batalhões de Eventos e de Choque da Polícia Militar para discutir a partida de futebol que acontecerá no próximo sábado (11/08), na Arena Castelão contra o Atlético paranaense. O clube comunicou ao órgão do MPCE que os torcedores do time visitante não poderão ingressar no estádio com adereços – como camisas, faixas, bonés, bandeiras, dentre outros. 

O Ceará alegou reciprocidade, tendo em vista que na Arena da Baixada, em Curitiba, está sendo adotado o mesmo procedimento em cumprimento à Recomendação do MP de Santa Catarina. O regulamento de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) diz que o time visitante tem direito a 10% da quantidade de ingressos do estádio, mas ele precisa requerer isso 72 horas antes do início da partida. O Ceará informou que a decisão de adotar o princípio da reciprocidade foi tomada após o time rival abrir mão dos 10% de ingressos para sua torcida. 

Os representantes da Polícia Militar recomendaram que, por medidas de segurança, os torcedores rivais não compareceram ao Estádio. O promotor de Justiça Edvando França informou que está examinando o caso e que o mais importante é garantir a segurança do torcedor, visitante ou não. Durante a partida, o promotor de Justiça Oscar Fioravanti estará de plantão recebendo as ocorrências na Delegacia do Torcedor.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.