#audioinclui

terça-feira, 21 de maio de 2019

Dorflex é o remédio mais consumido em Fortaleza - CONSUMO DE REMÉDIOS EM FORTALEZA ESTÁ ABAIXO DA MÉDIA NACIONAL



Média de utilização por usuários, no entanto,
registra ligeiro aumento e gera preocupações
O consumo de remédios por usuários de programas empresariais de assistência farmacêutica em Fortaleza está bem abaixo da média nacional, segundo levantamento da ePharma – empresa pioneira no gerenciamento de programas de benefícios de medicamentos (PBM) no Brasil. Dados referentes aos últimos 12 meses apontam uma média de 1,3 caixa por pessoa, contra 2,6 em nível nacional. No entanto, o ligeiro aumento em um dos indicadores gera preocupação.

A ingestão de medicamentos por beneficiário, que era de 14,6 há três anos, passou para 15,4. O estudo acompanhou o consumo de 556 usuários, que demandaram 8.599 remédios no período. Deste total, 1.520 unidades foram solicitadas para tratamentos relacionados ao aparelho digestivo e ao metabolismo (18%), 1.498 estão associadas ao aparelho respiratório (17%), 1.467 ao sistema nervoso (17%) e 1.074 ao muscular (12%). A lista de remédios mais consumidos é encabeçada por Dorflex, Multigrip e o antialérgico Allegra.

Do montante receitado em 144 farmácias pesquisadas, 50% (4.280 unidades) são medicamentos prescritos de tarja vermelha, 9% (766) são vendidos com retenção (tarjas preta e vermelha, como antibióticos) e 41% representam os isentos de prescrição médica (MIPs).
Sobre a ePharma
Fundada em 1999, a ePharma é referência no gerenciamento de programas de benefícios de medicamentos (PBM) no Brasil, estando conectada nacionalmente a 27 mil farmácias, 1.500 clínicas médicas e laboratórios de diagnóstico. É parceira do programa Aqui tem Farmácia PopularNos últimos anos, vem diversificando sua atuação por meio de cinco unidades de negócios, trazendo novas soluções em assistência farmacêutica, gestão de saúde populacional e acompanhamento de pacientes que utilizam medicamentos de uso contínuo e de alto custo. Tem como clientes a indústria farmacêutica, operadoras de saúde e empresas de variados portes.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.