Pular para o conteúdo principal

15 de novembro - Veja o que abre e fecha no feriado da Proclamação da República

Fortaleza já se prepara para as festas de fim de ano e, nesta semana, o feriado nacional da Proclamação da República, na sexta-feira (15), altera o funcionamento de alguns serviços, mas grande parte do comércio se mantém aberta diante da movimentação que já anuncia a proximidade do Natal e Réveillon. A data anima a população por conta de um feriadão, já que, para muitos, aumenta em um dia o fim de semana.
Veja o que abre e fecha no feriado
Supermercados
Os supermercados de Fortaleza funcionam normalmente, segundo a Associação Cearense de Supermercados (Acesu).
Padarias
O funcionamento é facultativo para este serviço, é o que informa o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado do Ceará (Sindpan).
Comércio
O ponto é facultativo no feriado, mas, em caso de funcionamento, os lojistas precisam informar ao Sindicato do Comércio Varejista e Lojista (Sindilojas). 
Centro 
Com funcionamento também facultativo, as lojas do Centro de Fortaleza não possuem recomendação de horário alternativo.
Centro Fashion
O local funcionará em horário normal, das 7h às 21h.
Shoppings
Benfica, Aldeota, Riomar Kennedy e Fortaleza, Iguatemi, North Shopping Fortaleza, Via Sul, North Shopping Joquei, Grand Shopping Messejana e Parangaba funcionam em horário normal.
Outlet Premium Fortaleza
Funcionamento normal, das 9h às 21h.
Postos de combustíveis
O funcionamento será normal em todo o estado, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos).

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…