Pular para o conteúdo principal

Polícia Militar do Ceará comemora 185 anos de fundação


25 DE MAIO DE 2020 - 18:37 # # # # # #

Uma das instituições mais longevas do nosso Estado está comemorando uma grande marca: 185 anos de fundação da Polícia Militar do Ceará (PMCE). A instituição que leva o lema “raça de fortes, povo de bravos” carrega consigo o principal dever desde sua fundação, a missão de preservar sempre a ordem pública e o bem-estar social, assim como assegurar a segurança de todos.
Atualmente, a Polícia Militar do Ceará tem como comandante geral o coronel Alexandre Ávila de Vasconcelos e subcomandante o coronel Manuel Ozair Santos Junior. Juntos, eles comandam mais de 20 mil policiais militares, divididos em 26 Batalhões de Polícia Militar (BPM), entre Capital, Região Metropolitana e Interior do Estado. Os militares trabalham diuturnamente com a intenção de assegurar a paz e a segurança para a população cearense.

Inovação na forma de comemorar

As festividades de aniversário da PMCE, que sempre foram marcadas por grandes solenidades, muitas homenagens e diversas comemorações por todo o Estado, sofreram alterações este ano. Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a PMCE inovou na forma de comemorar seu aniversário. A PMCE, por meio das redes sociais, realizou diversas transmissões ao vivo com os mais variados assuntos relacionados à data. A programação ocorreu entre os dias 18 e 24 de maio.
O comandante geral da PMCE, coronel Alexandre, foi uma das atrações durante as lives. O coronel comentou sobre as diversas ações realizadas pela PMCE durante o período de pandemia, entre elas blitze de conscientização e fiscalização tendo como base o decreto estadual, assim como outras ações relacionadas à segurança pública do estado.
Durante a programação virtual, também foram apresentados projetos sociais desenvolvidos por policiais militares pertencentes ao efetivo da Assessoria de Comunicação da PMCE. Entre os projetos apresentados, estavam o “PM Prevenção e Arte” e também a “Turminha da PM”, voltado para o público infantil, onde foram apresentados teatros de fantoches, oficinas de brinquedos e muita música para criançada. Usando sempre uma linguagem leve e bem humorada, o projeto tem como objetivo dar dicas sobre o combate à violência e ao uso de drogas, a preservação do meio ambiente, além de sempre respeitar os mais velhos.
Outra atração das festividades online foi a presença da Banda de Música da PMCE Major Xavier Torres, que fez uma apresentação no pátio do Quartel do Comando Geral (QCG), tocando diversos clássicos da música nacional e internacional. Vale salientar que a Banda de Música da PMCE é a mais antiga do Estado, a primeira Banda de Música a executar oficialmente o Hino do Estado do Ceará em 1903, dentre outros.
Além de música, a Polícia Militar do Ceará levou a tenente-coronel Sandra Helena Albuquerque e o cabo Thiago Sena, que fazem parte da Coordenadoria de Saúde, Assistência Social e Religiosa (CSASR) da PMCE, para realizar uma palestra com o tema: “A PMCE no enfrentamento da covid-19: os cuidados e o gerenciamento da ansiedade e perdas”. O objetivo foi informar e dar dicas de como enfrentar esse período de pandemia em que vivemos, onde a principal indicação é ficar resguardado em casa.
A assessora de comunicação, tenente-coronel Fátima de Paula, comentou um pouco sobre as comemorações virtuais. “Estamos passando por um período de pandemia, com isso, não podemos fazer aglomeração, temos que evitar ao máximo a proliferação desse vírus. A Polícia Militar teve que se reinventar, criando uma programação totalmente virtual, afinal, esta importante data jamais poderia passar em branco”, comentou a oficial.
Para encerrar a semana de comemorações virtuais, a PMCE levou os policiais militares pertencentes ao Comando de Policiamento de Choque (CPChoque), que trabalham com os cães policiais – Companhia de Policiamento com Cães (CPCães) –, para mostrarem como devem ser os cuidados com os animais neste período de pandemia. Fechando a semana, ainda teve uma apresentação do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).

Raça de fortes, povo de bravos

Em 24 de maio de 1835, o presidente (governador), da Província do Ceará, padre, senador vitalício e orador sacro, José Martiniano de Alencar, preocupado com a segurança e o bem-estar dos habitantes da Província do Ceará, assinou a Resolução Provincial nº 13, criando a Força Pública do Ceará, embrião da atual Polícia Militar do Ceará.
A partir de 4 de janeiro de 1947 passou então à denominação que tem até os dias atuais a partir da entrada em vigor da Constituição de 1946. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) tem por missão constitucional o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública. Seu primeiro comandante foi o tenente do Exército Brasileiro, Tomaz Lourenço da Silva Castro, que comandou de 1835 a 1839.
A Polícia Militar do Ceará é uma Instituição que se confunde com a história o Ceará. Não é à toa que falar desta Corporação é fazer um passeio pelos seus anos de existência e reencontrar personagens e fatos que marcaram nossa história, como a Guerra do Paraguai, a Sedição de Juazeiro, Revolução de 1930 no Ceará, combate ao Cangaço, Caldeirão e Revolução de 1932.
Com um passado de bases sólidas, a Polícia Militar do Ceará tem na sintonia com o presente e com o futuro um de seus grandes méritos. Ao longo de sua existência, a Polícia Militar cearense trocou 14 vezes de nome, mas nunca de ideal, qual seja: a preservação da ordem, tranquilidade das famílias e segurança dos cidadãos.
O policiamento ostensivo é a sua atividade fim, sabendo que a Instituição está presente em todo o Estado com suas diversas unidades e subunidades operacionais distribuídas de forma estratégica. Os mais de 20 mil homens e mulheres do efetivo estão distribuídos por todos os 184 municípios cearenses para servir e proteger ao cidadão.
A Polícia Militar não poderia deixar de agradecer a todos os seus policiais militares, pela força, honra e dedicação diária com que desempenham suas atividades ao longo desses 185 anos. Gratidão aos policiais militares que já foram para a reserva e aqueles que já partiram.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…