quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Theatro José de Alencar recebe show do cantor Dani Black, neste domingo, 15/1

O Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), recebe, neste domingo, 15/1, às 17h30, o show "Dilúvio", em formato solo, do cantor Dani Black. A apresentação, que acontece no foyer do TJA, leva o nome de seu álbum mais recente, de 2015, indicado ao Grammy Latino, na categoria melhor disco. Os ingressos custam  R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia), à venda na bilheteria do theatro.

Compositor, guitarrista e cantor, Dani Black é reconhecido hoje como um importante nome da nova geração da MPB. Ex-integrante do grupo 5 a Seco, ele foi vencedor de diversos festivais em que concorreu com suas composições. Com sua voz marcante, carisma e a performance vigorosa de um exímio guitarrista, Dani Black dá um recado para os fãs. "To chegando Fortaleza! O show vai ser eu, minha guitarra, vocês e as canções. Amo fazer esse show! Tudo bem pertinho. Vai ser uma delícia", comenta.

Parceiro de Zélia Duncan e Chico César, com músicas gravadas por Ney Matogrosso, Maria Gadú, Elba Ramalho, Pedro Mariano, entre outros, o Dani Black lançou o primeiro álbum solo (“Dani Black”) em 2011, com maioria de canções próprias e uma regravação de “Comer na Mão”, de Chico César, um dos entusiastas de seu trabalho. Fez shows de lançamento do primeiro disco em diversas capitais do Brasil e 
emPortugal, como artista convidado do festival de World Music “Vodafone Mexfest". Foi eleito pela Billboard Brasil, na categoria “artista revelação”. Logo em seguida foi convidado para se apresentar no “Prêmio Multishow 2012”, ao lado de Maria Gadú.

Em 2013, disponibilizou na web o “EP Dani Black Ao Vivo SP”, com seis versões ao vivo de canções do primeiro álbum e duas novas, “Encontros Carnais” e “Só Sorriso”, em que assina todas as composições. Em poucos dias, teve milhares de downloads. Em 2014, realizou turnês pelo Brasil, Argentina e Europa, em show ao lado de Chico César, como participação especial, após gravar o DVD Aos Vivos Agora, do renomado artista.

O compositor fez também a trilha sonora da peça “Uma noite na lua” de João Falcão, estrelada por Gregório Duvivier e eleita uma das 10 melhores em cartaz no Rio de Janeiro. Suas músicas já fizeram parte da trilha musical de novelas como Flor do Caribe e 7 Vidas, da Rede Globo.

Dilúvio, álbum de 2015

O trabalho mais recente de Dani Black é "Dilúvio" (2015). Nele, Dani Black está "maior do que era antes, melhor do que era ontem". A cada faixa há variações, entre sutilezas e sobressaltos, como a abertura do disco com orquestra, que logo dá lugar a uma potente fusão de funk e rock com a banda em “Areia”, a combinação de cordas e programações eletrônicas de Conrado Goys em “Dilúvio”, os trompetes de Sidmar Vieira e a guitarra solo de Dani em “Seu Gosto”, o piano do compositor, a sanfona de Zé Godoy e o quarteto de cordas na linda balada “Bem Mais”.

Sem perder a unidade, há também a alternância de reggae e rock na dançante “Fora de Mim”, o despojamento de “Ú”, só com voz e guitarra, e a grande e imprevisível cartada no fim: o dueto com Milton Nascimento na canção mais pungente e reflexiva do álbum, “Maior”.

Renato Neto, tecladista com mais de dez anos de experiência com o ídolo americano Prince, é outra presença de luxo no disco. Minucioso, passou mais de cinco horas com Dani em estúdio, apenas para escolher dois ou três timbres que fazem a diferença em “Linha Tênue” (sucesso na carreira de Maria Gadú).

"Dilúvio" iniciou sua turnê nacional em agosto de 2015 e já ganhou o Brasil com shows de lançamento em 10 estados, sendo mais uma vez super bem recepcionado por público e crítica, lotando alguns dos mais importantes teatros do país como Auditório Ibirapuera em São Paulo (com participações de Maria Gadú, Chico César e 5 a Seco) , Theatro NET Rio (com participação de Zélia Duncan, Teatro Bradesco em Belo Horizonte, Teatro Brasília no Distrito Federal, Teatro Paiol em Curitiba e diversas unidades do SESC e SESI país afora.

Em janeiro de 2016, a turnê embarcou para Portugal com apresentações em Lisboa, Porto, Coimbra, Braga, Sines e Tavira e uma apresentação ao vivo na TVI ao lado de Maria Gadú. O álbum foi indicado como melhor Álbum Pop 2015 no prestigiado “Prêmio da Música Brasileira”. Também foi indicado ao “GRAMMY Latino”, como “Melhor Álbum MPB”.

A composição "Maior", canção que encerra o disco com participação de Milton Nascimento, também indicada ao “GRAMMY Latino” como “Melhor Canção Brasileira”, entrou como destaque na trilha da nova novela das 9, “A Lei do Amor”.


Serviço
Dani Black - Dilúvio Solo
Dia 15 de Janeiro de 2017
Horario: 17h30
Local: Foyer do Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525 - Praça José de Alencar - Centro)
Ingressos: R$ 25,00 (meia) e R$ 50,00, à venda na bilheteria do TJA
Informações: 31012583
 
Enviar

Deixe seu comentário: