sexta-feira, 24 de março de 2017

Comitiva do Perímetro de Icó conhece experiência de carcinicultura em Morada Nova

Ver de perto e trocar conhecimentos sobre a experiência pioneira realizada no Perímetro Irrigado de Morada Nova, no Vale do Jaguaribe cearense, na criação de camarões em viveiros.

Este foi o motivador da visita da comitiva do Perímetro Irrigado Icó-Lima Campos [PIILC], do município de Icó, que esteve no último dia 08, realizando uma visita técnica ao distrito de Irrigação daquele município.

A comitiva, que teve a frente o vereador do município de Icó, Victor Luiz [PR], contou com a presença da Associação do Distrito de Irrigação Icó-Lima Campos [Adicol], através do presidente Francisco Canindé, e do técnico da entidade, Alexandro Fabrício. Da equipe ainda integravam os representantes de irrigantes Livanilson, Siqueira, Chico Marinheiro e o proprietário da Pereira Irrigações, Chico Neto.

"O principal objetivo desta ida foi de apresentar uma nova saída para Perímetro Irrigado Icó-Lima Campos, para incentivar os nossos irrigantes, principalmente nessa área que está há cerca de 16 anos sem expectativa alguma. Para fomentar o emprego e a renda", destacou Victor Luiz à Brasil FM.

A viagem foi realizada a convite do Coordenador de Piscicultura e Aquicultura do DNOCS, Ednir Menezes, que contou com uma visita aos criadouros de camarões, seguida de uma reunião realizada na sede da Associção dos Usuários do Distrito de Irrigação do Perímetro Irrigado de Morada Nova [AUDIPIMN].

Na oportunidade, estiveram prssentes o presidente da Audipimn, Sales Almeida, além de professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia [IFCE] dos campus de Limoeiro do Norte e Morada Nova.

"Temos que trazer aos irrigantes que existem outras atividades que podem ser exploradas e trazer bastante benefício para a população e o redimento econômico para a família que está explorando", pontuou Ednir Menezes na Brasil FM.

Após esta primeira visita, outro encontro, desta vez na cidade de Icó, está sendo planejado, onde serão convidados todos os irrigantes para conhecer melhor sobre a carcinicultura, a criação de camarões em viveiros, e outras alternativas possíveis ao PIILC, de acordo com a nova realidade vivida após chuvas abaixo da média em seguidos anos, a partir da solicitação de poços profundos para a comunidade local.
Enviar

Deixe seu comentário: