terça-feira, 25 de abril de 2017

Ministério da Agricultura discute área livre de pragas no Nordeste

O Departamento de Sanidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) vai promover, nestas terça (25) e quarta (26), em Natal (RN) um encontro técnico para compor um Projeto de Ampliação da área livre de Anastrepha grandis, além da adoção de outras medidas fitossanitárias para o Nordeste brasileiro. A intenção final é passar a adotar o conceito "LLP", ou seja, Local Livre de Pragas, complementar ao utilizado atualmente "ALP" - Área Livre de Pragas. Com isso, a região pretende ampliar as exportações de frutas para mercados mais exigentes como EUA e Ásia. Os membros da Câmara Setorial de Fruticultura do Ceará estarão presentes na reunião.

O encontro, que vai receber representantes do setor de vários estados brasileiros, pretende ainda nivelar os setores da cadeia produtiva da fruticultura sobre o tema, realizar diagnóstico para combater a Anastrepha grandis, bem como seus principais problemas e causas, levantar propostas de ação para solução ou minimização dos problemas causados pela Anastrepha grandis e captar demandas do setor produtivo relacionadas com área livre da praga no Nordeste. 

Para o presidente da Abrafrutas, da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA e membro da Câmara Setorial de Fruticultura do Ceará, Luiz Roberto Barcelos, o encontro discutirá assuntos importantes para a ampliação do mercado brasileiro: “O Nordeste já é uma área livre da Anastrepha grandis, mas nós precisamos comprovar cientificamente para os mercados externos, que são bastante exigentes. Esse conceito complementar só vem somar para as áreas de produção no região”, argumenta.

Encontro Medidas Fitossanitárias Aplicadas a Anastrepha grandis no Nordeste do Brasil com vistas a exportação
Quando: 25 e 26 de Abril de 2017

Onde: Hotel Vila do Mar – Natal (RN)
Enviar

Deixe seu comentário: