segunda-feira, 26 de junho de 2017

Balança comercial do setor de bebidas registra crescimento de 52,2% no acumulado do ano

O setor de bebidas registrou um aumento de 46,2% nas exportações no acumulado do ano. Em 2016, as vendas ao exterior do setor somaram  US$ 22,01 milhões enquanto em 2017 o volume de vendas atingiu o patamar de US$ 32,18 milhões. As importações também tiveram alta (22,1%), saindo de US$ 4,38 milhões para US$ 5,35 milhões. O saldo da balança comercial foi positivo com um total de US$ 26,83 milhões ante US$ 17,62 milhões no mesmo período do ano passado. O crescimento foi de 52,2%.
As informações fazem parte do miniestudo setorial elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC com dados de janeiro a maio de 2017. O estudo mostra também que, embora o resultado seja positivo, a participação do setor de bebidas na balança comercial do Ceará no acumulado do ano caiu de 5,58% para 3,90%. Os principais produtos exportados em 2017 foram sucos de frutas, não fermentados, sem adição de açúcar, com um volume de US$ 28,08 milhões. Os principais países de destino das exportações cearenses foram Estados Unidos, Canadá e Argentina. No ranking nacional, o Ceará é o segundo Estado que mais exporta produtos deste setor, ficando atrás apenas de São Paulo.
Ceará em Comex
O “Ceará em Comex” é um estudo de inteligência elaborado mensalmente pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, que retrata o panorama do comércio exterior do estado. Na última edição, o estudo revelou que as exportações cearenses apresentaram em maio crescimento de 117,2% em relação ao mês anterior, alcançando US$ 205,4 milhões. O montante exportado é 154,2% superior à igual período de 2016, quando fora exportado US$ 80,8 milhões. Trata-se do décimo mês consecutivo em que o Estado registra aumento quando comparado com os meses do ano anterior. As importações também registraram crescimento (8,1%) em maio em relação ao mês anterior, chegando a US$ 181,5 milhões. Além disso, o resultado é 46,4% superior aos US$ 124,0 milhões registrados no mesmo período de 2016. Como resultado dessas movimentações, o Ceará registrou balança comercial superavitária em US$ 23,8 milhões em maio.
Enviar

Deixe seu comentário: