sexta-feira, 23 de junho de 2017

Teatro infantil e música: "Seu Rei Mandou" na Caixa Cultural Fortaleza em 1º e 02/7

Em curta temporada, nos dias 1o e 2 e julho, o grupo garante diversão por meio de histórias contadas em um castelo com cem reis


 
A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, nos dias 1o e2 de julho de 2017, o espetáculo teatral infantil Seu Rei Mandou. Produzido pela Casa Mecane e criado pela Cia Meias Palavras, ambas de Recife, o espetáculo traz o humor e a poesia na ludicidade da interpretação, através de um trabalho de pesquisa no teatro narrativo, na oralidade e nas formas animadas.

A montagem é inspirada no livro homônimo de contos escrito e também ilustrado por Luciano Pontes. É o reflexo da ampla pesquisa que Pontes desenvolve há anos sobre tradição oral e narração. Com histórias que tratam do universo fabuloso dos reis, através de releituras cômicas e poéticas, ora críticas, mas sempre lúdicas, Seu Rei Mandou recupera o prazer em ouvir histórias e devolve ao público o rico imaginário dos contos populares.As histórias falam sobre o universo fabuloso dos reis e da trajetória de tirania, bravura, esperteza e bonanças de três reis. Três contos são levados ao palco: A Lavadeira RealO Rato que roeu a Roupa do Rei de Roma e O Rei chinês Reinaldo Reis.

A encenação recupera a tradição oral, a cantoria e o humor, transformando o palco em um castelo de cem reis. A diversão através da improvisação é garantida, já que o público também é convidado a ser o coautor do espetáculo, participando de cenas ou cantando junto com o elenco. Tocada e cantada ao vivo, a trilha original é composta a partir de criações autorais e outras recolhidas em pesquisa sobre a temática da realeza.

Paralelamente às sessões do espetáculo, a Cia Meias Palavras também realiza o Espaço Itinerante de Leitura nos Teatros, um projeto de incentivo à leitura. Através da iniciativa, o grupo instala um espaço para leitura partilhada de livros que serviram de inspiração para suas criações ou que tenham uma ligação temática com o enredo apresentado nos espetáculos.

A iniciativa pioneira idealizada por Pontes pretende promover e partilhar com as crianças, pais e espectadores os livros de literatura que serviram e servem de inspiração para as criações dos espetáculos da Cia Meias Palavras, desde 2012. Dispondo de um acervo temático de literatura infanto-juvenil, a intenção é manter os laços com o livro e a leitura, nos espaços públicos onde a companhia se apresenta. O acervo temático sobre histórias de reis reúne 27 títulos. O projeto conta ainda com mais de 30 títulos temáticos sobre oralidade, causos, cordéis e contos populares.   

Sobre a Cia Meias Palavras:A Cia surgiu em 2012, com a intenção de pesquisar e criar espetáculos a partir da tradição oral, dos contos populares e das linguagens teatrais. Em sua trajetória, montou os espetáculos Seu Rei Mandou (2012) e AsTravessuras de Mané Gostoso (2014), desenvolvendo, ainda, o projeto Espaço Itinerante de Leitura nos teatros, onde a companhia se apresenta.

Em 2015, realizou o projeto Pense no Drama, com oficinas, conversas e leituras sobre a dramaturgia para crianças. Há ainda o projeto Histórias de Porta em Porta, com sessões de histórias autorais contadas de casa em casa, em comunidades. No ano passado, a Companhia decidiu investir na literatura e na dramaturgia, lançando o selo editorial Edições Meias Palavras, com a publicação dos contos que deram origem ao espetáculo Seu Rei Mandou.

Sobre a Casa Mecane:  Desde que iniciou sua atuação, a Casa Mecane esteve envolvida direta e indiretamente, produzindo, co-produzindo, patrocinando, apoiando ou sediando mais de 50 projetos nas áreas de Teatro, Dança, Circo, Música, Literatura, Poesia, Artes Visuais e Cinema.

A Produtora Cultural já realizou 05 projetos aprovados no edital FUNCULTURA-PE (2008, 2009, 2012, 2015, 2016), 01 projeto contemplado no prêmio Funarte De Teatro Myriam Muniz (2012) e 04 projetos selecionados no edital de ocupação da Caixa Cultural (2013 e 2017).

Recebeu em 2012 o prêmio do Festival Janeiro De Grandes Espetáculos, pela iniciativa a favor da produção artística local, tornando-se símbolo de resistência artística e exemplo de empreendedorismo cultural na cidade de Recife.

Como Companhia Teatral, vem desenvolvendo há dois anos um extenso trabalho de pesquisa sobre as obras do dramaturgo Plinio Marcos e relacionando-as com as técnicas do Teatro do Oprimido de Augusto Boal. Processo que pode ser acompanhado através do site: www.ciamecane.com.

Sobre Luciano Pontes: Ator, escritor, ilustrador, dramaturgo e palhaço do Programa Doutores da Alegria no Recife. Possui formação livre em teatro, canto e dança. Atuou no Mamulengo Só-Riso durante oito anos. Criador da Cia Meias Palavras, escreveu os livros infanto-juvenis: Ouvindo as Conchas do mar, uma história sem pé nem cabeçaO carrossel do tempoDisse me disse Belizbel, todos pela Editora Paulinas; além dos títulos Deslembra, pela Editora Larousse Lafonte, e Em Briga de irmãos quem dá opinião?, pela editora FTD. E a recente publicação Uma Andorinha Só,Editora Comunique. Para o teatro, escreveu os textos Seu Rei Mandou, publicado pelo selo editorial Edições Meias Palavras, e As Travessuras de Mané Gostoso.

Ficha técnica:

Realização: Casa Mecane e Cia Meias Palavras
Direção, dramaturgia e atuação: Luciano Pontes
Músico: Gustavo Vilar
Pesquisa musical, composição e arranjos: Gustavo Vilar e Luciano Pontes
Figurinos: Luciano Pontes
Iluminação: Luciana Raposo
Produção executiva: Alexandre Sampaio, Dado Albuquerque e Júnior Melo para Casa Mecane LTDA
Produção Local: Cristiane Pires e Thyago Ribeiro

Serviço:

TeatroSeu Rei Mandou
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 1o e 2 de julho de 2017
Horários: sábado e domingo, às 16h e às 18h (Duas sessões por dia)
Duração: 45 minutos
Ingresso: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)
Classificação indicativa: Livre
Vendas 02h antes de cada espetáculo.
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local
Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:
Enviar

Deixe seu comentário: