segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Jazz em Cena: com entrada franca, guitarrista Cristiano Pinho apresenta show inédito sábado, 12/8, no Centro Cultural Banco do Nordeste

O "Jazz em Cena", projeto musical permanente do Centro Cultural Banco do Nordeste que promove em dois sábados a cada mês apresentações especiais com os melhores músicos, em espetáculos elaborados para brindar o público com obras-primas da história do jazz, recriadas com o talento e a criatividade dos nossos instrumentistas e intérpretes, terá duas atrações especiais no mês de agosto. Sempre com entrada franca, democratizando o acesso à excelência de nossa cena musical, referência para todo o País.

No dia 12/8, às 19h, o público vai conferir o show "Jazz e Algo Mais", com um dos mais aclamados músicos do Ceará, respeitado em todo o Brasil por ter atingido o sonho de todo artista, de encontrar uma linguagem própria e inconfundível:Cristiano Pinho, guitarrista, rabequeiro, compositor, arranjador, produtor musical. Uma oportunidade única para apreciar um outro lado do universo musical do aplaudido guitarrista que, além de seus elogiados dois discos instrumentais, "Pessoa" e "Cortejo", notabilizou-se por atuar em palcos e estúdios ao lado de nomes como Kátia Freitas, Raimundo Fagner, Rodger Rogério, Valdo Aderaldo, entre tantos outros.

No show "Jazz e Algo Mais", Cristiano Pinho empresta sua Gibson, de timbre, rítmica e fraseado pessoalíssimos, a um repertório variado, entre temas que marcam sua memória afetiva, incluindo composições populares em diversas searas musicais, revistadas com uma abordagem jazzística, ressaltando a liberdade de arranjo, a criação no momento e no palco, o generoso espaço para a improvisação.
Inspirado do disco "All Stars", de Herbie Hancock, em que o grande pianista toma a liberdade de trafegar por um repertório popular e bastante diversificado, Cristiano Pinho preparou um show inédito, especialmente para o Jazz em Cena, do Centro Cultural Banco do Nordeste.

"A ideia é fazer a minha leitura instrumental de canções. Beneficiar as canções do mundo com a leitura da gente, na proposta do projeto. Quero escrever minha identidade em músicas que me marcaram também", destaca.

O mestre da guitarra estará ao lado de outros grandes instrumentistas da cena cearense: Herlon Robson (teclados e sintetizadores), Vitório Cavalcante (bateria) e Jones Cabó (percussão).

Jazzera, de Guaramiranga, em tributo a Paquito

Já no sábado, 26/8, às 19h, o Jazz em Cena tem como atração o show Tributo a Paquito D´Rivera, com o grupo Jazzera, uma das melhores formações jazzísticas do Ceará, formado por grandes instrumentistas nascidos e atuantes em Guaramiranga, região do Maciço de Baturité, diretamente influenciados pelo Festival Jazz & Blues, que acontece desde 2000, pelas experiências de ensino musical da Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga (Agua) e por um sem-número de grandes músicos que desde então estiveram na cidade, levando os sons do mundo à região serrana cearense.

Lúcio Mário (flauta e clarinete), Marcelino Ferreira (guitarra e violão), Wagner Ferreira (contrabaixo) e Rafael Teixeira (bateria) seguem sua trajetória musical com o intuito de abrir novos caminhos para a divulgação e o reconhecimento da produção instrumental no Maciço do Baturité. O estudo é a grande marca do quarteto, cujos integrantes desenvolvem atividades de arte-educação como professores de musica na AGUA e em outros projetos sociais do Maciço.

A proposta do show "Tributo a Paquito D´Rivera", especialmente preparado para o público do Jazz em Cena, do Centro Cultural Banco do Nordeste, surgiu da admiração do grupo pela musicalidade do saxofonista e clarinetista cubano, que em 2010 esteve em Guaramiranga, como atração do Festival Jazz & Blues. Tanto a desenvoltura de Paquito em ambos os instrumentos como seu gosto pela música brasileira chamaram a atenção do grupo cearense, que por isso optou por um tributo ao mestre cubano, que, em shows ao lado do Trio Corrente, em uma parceria que geraria um disco vencedor do Grammy, encantou o público do Ceará com muita musicalidade e simpatia.

Para o show o Jazzera fez uma seleção especial de diversas fases da obra de Paquito, incluindo temas como "Guataca City", "A night in Englewood", "Lorenzo´s wings", "Christmas without you", "Bluellespie", "La dama y el vagabundo" e muito mais. Um tributo especialíssimo, ressaltando tanto a importância de Paquito para o universo do jazz contemporâneo quanto o talento desses grandes músicos da cena cearense, em uma oportunidade especial para o público da capital.

Mais sobre o Jazz em Cena

Entre os objetivos do "Jazz em Cena" estão contribuir para atender a grande demanda de público por mais shows de jazz em Fortaleza, apresentar a novos ouvintes a obra de grandes mestres da música, ressaltar o talento, a criatividade e o virtuosismo dos instrumentistas cearenses, de grande produção autoral, mas também capazes de recriar, a seu modo, trabalhos musicais históricas por sua beleza e sua importância.

O novo projeto se soma a outros que vêm sendo mantidos na capital cearense, como o Ceará Jazz Series, realizado desde 2015 no Teatro Dragão do Mar, o tradicional Festival Jazz & Blues (promovido em Guaramiranga e Fortaleza desde 2000), o Jeri Choro Jazz(desde 2009), os festivais instrumentais do Centro Cultural Banco do Nordeste e os shows promovidos em diversas casas noturnas, bares, restaurantes, teatros, centros culturais e espaços alternativos, formando uma rede crescente de opções para o público amante do jazz, com produções se ampliando ao longo de todo o ano. O Centro Cultural Banco do Nordeste fica na Rua Conde D´Eu, 560, Centro de Fortaleza.
Enviar

Deixe seu comentário: