segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Programa de Desenvolvimento da Educação do Instituto Brasil Solidário leva novas formações gratuitas em Educação Ambiental, Artes e Cultura

Entre os dias 15 e 17 de agosto, educadores e alunos da rede pública de ensino participam de uma formação continuada com várias oficinas gratuitas.

Da técnica em Xilogravura com imagens esculpidas em madeira, a música que se forma ao som de instrumentos com materiais reutilizados e com esses materiais, surge a produção de uma peça de teatro com bonecos de vara, essas são algumas das muitas atividades reservadas para a segunda etapa de formação do PDE - Programa de Desenvolvimento da Educação, do Instituto Brasil Solidário. As formações acontecem de forma gratuita, entre os dias 15 e 17 de agosto, na Escola Desembargador Pedro de Queiroz, em Beberibe/CE.

O local e escola compõem uma ideia de “escola modelo” e polo de multiplicação das ações. Desde o começo do ano, escola e educadores tem recebido incentivos no sentido de mudar os espaços e incentivar novos hábitos associados ao currículo escolar tradicional. Pelo efeito da multiplicação, essas mudanças podem alcançar diversas outras escolas e até municípios, como já acontece em Pindoretama e Cascavel, que também participam das atividades práticas e oficinas propostas dessa formação continuada.

As inscrições estão abertas para os educadores, alunos, diretores e coordenadores pedagógicos da rede de ensino desses três municípios. O evento de encerramento é aberto para toda a comunidade e acontece no último dia, 18 de agosto, às 18h30, com apresentações de todos os trabalhos desenvolvidos nos três dias de oficinas, como teatro de marionetes, apresentações musicais, contação de histórias e mostras artísticas diversas. Tudo isso feito em conjunto e envolvendo alunos, educadores e famílias.

Com uma programação intensa de atividades, nos dois turnos de aula (manhã e tarde), as oficinas serão trabalhadas com base nas seis temáticas chave do PDE, que podem ser desenvolvidas em todas as disciplinas do currículo escolar, são elas: Educomunicação, Incentivo à Leitura, Educação Ambiental, Saúde, Arte e Cultura e Empreendedorismo. Despertando um novo caminho de ensino-aprendizagem com o lúdico, a cultura, a arte, a educação ambiental fazendo parte do cotidiano das salas de aula, os temas serão abordados de forma inovadora e criativa, com participação de profissionais cearenses e de outras regiões do Brasil.

Segundo o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, o projeto tem trabalhado com várias formações durante todo o ano com a proposta de fomentar o interesse dos educadores em permanecer produzindo em suas disciplinas o que está sendo apresentado em cada oficina e melhorando índices locais, como o IDEB, que mede o desenvolvimento da educação básica. “Estamos vendo a escola trabalhar com autonomia os projetos, e a ideia dessas etapas que estamos promovendo é consolidar essas formações com o que já vem sendo realizado desde o primeiro semestre, sempre aprofundando conhecimentos, o máximo possível, para que os alunos e professores sejam protagonistas e queiram dar continuidade as atividades dentro do currículo escolar”, ressalta.

Para os mais de 300 participantes que estiveram presentes na primeira etapa das oficinas, haverá muitas novidades e novas técnicas sendo desenvolvidas em cada formação. Em Educomunicação, os estudantes de fotografia terão contato com um estúdio montado e iluminado, cheio de figurinos, além de um módulo exclusivo para a produção de um jornal escolar, com técnicas de diagramação, produção de texto, utilizando os registros dos próprios alunos. Além disso, na rádio escolar já em pleno funcionamento dentro da escola, serão trabalhados assuntos como produção de rádio novelas e programas de humor. No campo das artes, a valorização da cultura regional com o teatro de bonecos de vara e marionetes, e o resgate histórico cultural das técnicas de xilogravura em madeira, estarão entre as atividades, que incluem ainda a produção de camisetas que serão estampadas com os desenhos em xilogravura desenvolvidos pelos alunos.

Os conceitos de sustentabilidade e cuidado com o meio ambiente, poderá ser visto em todas as oficinas e formações, com materiais recicláveis sendo utilizados na produção dos fantoches, dos bonecos de vara, além da própria oficina de educação ambiental, onde os alunos terão a oportunidade de criar uma maquete de uma casa sustentável, com os moldes da bioconstrução. Para além dos trabalhos em sala, os alunos vão fazer uma visita na comunidade para entender as necessidades locais com relação ao meio ambiente e desenvolver uma história em quadrinhos contada a partir da vivência na comunidade, que ao fim será pintada nos muros da escola.

As latas de tinta, da oficina de pintura, os baldes e garrafas de vidro da cantina da escola vão ganhar vida e som na oficina de música, que mostrará como alcançar as notas musicais com pequenas lâminas de vidro cortadas, uma técnica de percussão chamada “vidrofone”, além dela, os alunos vão conhecer a percussão “garrofone”, com garrafas de vidro e a “chinelofone”, com tubos de PVC, câmara de pneus e chinelos que seriam descartados.

Oficina de Leitura e Cidadania
Um dos pontos fortes da maratona de atividades práticas do Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE, está no intercâmbio entre alunos, professores e comunidade, além da interação entre todas as oficinas, que se conversam e se complementam dentro das temáticas trabalhadas durante as formações.

A oficina “comunidade na escola”, é um dos exemplos de formação que incluem alunos e familiares desenvolvendo um trabalho conjunto de criatividade e capricho, onde conseguem transformar pequenos tecidos e retalhos em materiais artísticos, desde fantoches e bonecos que serão utilizados na oficina de teatro e contação de histórias, até todo o cenário das apresentações.

No incentivo à leitura, já são realizados alguns projetos que envolvem os alunos e a comunidade, como o “Anjos da Leitura”, e nessa etapa do PDE, a formação teatral para contação de histórias, além das técnicas de oralidade, expressão e postura corporal, levará para dentro de sala de aula uma apresentação baseada em um livro que conta uma história real da comunidade.

Em parceria com um trabalho realizado pelo Projeto “Beberibe Multicor – Um movimento por uma infância sem racismo”, a oficina contará a história do livro Zaki, de Flávio Marcelo Pinto, publicado pelo projeto e que traz o tema da liberdade, da coragem, da realização dos sonhos e desejos independentemente da etnia. O projeto vem realizando um importante trabalho na comunidade e nas escolas abordando problemas relacionados com o preconceito, o racismo e outras formas de discriminação.

Em rede, construindo!
Sabendo a importância de fortalecer um elo de solidariedade em cada região que atua, o Instituto Brasil Solidário procura reforçar o conceito “Juntos Construímos” buscando apoio de instituições que agregam a sua missão nessa longa trajetória pela educação. Trabalhar em rede, mantendo assim uma “rede social” do bem com troca de experiências e parcerias, tem permitido que as ações sigam o modelo de multiplicação e construção do saber dentro e fora do ambiente escolar.

No Ceará, o IBS já conta com o apoio de organizações como a Faculdades Nordeste – FANOR, Associação Caatinga e o Instituto Beatriz e Lauro Fiuza - IBLF, que contará com três de seus alunos na formação em Música, nas Oficinas Práticas do PDE. Os parceiros também estão em diferentes regiões do Brasil. Atualmente, temos apoio de grandes referências em segmentos importantes para o desenvolvimento social como a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, a Comunidade Educativa – CEDAC e a Social Brasilis, de Fortaleza, além do reconhecimento da Rede Folha – Schwab Foundation for Social Entrepreneurship, entre outros.

O Programa de Desenvolvimento da Educação (PDE) é uma realização do Instituto Brasil Solidário, em parceria com empresas e fundações privadas como: Instituto Samuel Klein, Palmeirinha Ação Social, Machado Meyer Advogados, Tecnisa, OverSeas e Bank of América Merrill Lynch, além do apoio das Prefeituras Municipais dos Municípios de Cascavel, Beberibe e Pindoretama e o Governo do Estado do Ceará – Secretaria das Cidades (Consórcio COMARES).

SERVIÇO

  • Oficinas Práticas -  de 15 a 17/08;
Horário: 08 às 18h
Local: Escola Municipal Desembargador Pedro de Queiroz
(Rua: Jose Bessa, 561 - Centro - Beberibe – CE)

  • Evento de Encerramento - 17/08;
Horário: 18h30
Local: Escola Municipal Desembargador Pedro de Queiroz
(Rua: Jose Bessa, 561 - Centro - Beberibe – CE)
Enviar

Deixe seu comentário: