sábado, 28 de outubro de 2017

Unilab divulga nota pontuando ações sobre o caso da estudante atingida por tiros

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) comunica que, respeitando a atuação independente das instâncias administrativa, jurídica e policial, providenciará a abertura de processo administrativo disciplinar sobre o trágico episódio ocorrido na noite da última sexta-feira (20), quando uma estudante foi atingida por tiros. Será instituída uma comissão de inquérito que ficará responsável pela apuração do fato, no âmbito da universidade, conforme Regimento Disciplinar discente.
Desde o momento do ocorrido, a Unilab vem prestando apoio à vítima e a seus familiares. Um veículo da universidade levou a estudante ao hospital em Acarape/CE, de onde foi depois transferida para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza/CE. Docentes e gestores acompanharam o atendimento da jovem, inclusive no esforço para a obtenção de leito na enfermaria do IJF, além de prestar apoio aos familiares. Ela está em tratamento, o inchaço do rosto está diminuindo e consegue se alimentar e falar. Ainda não há previsão de alta.
Um veículo institucional está disponível para o trajeto dos familiares ao hospital e também à Delegacia Regional de Baturité/CE, quando são notificados.
Outra medida importante foi deixar o Setor de Atenção Psicossocial à disposição de familiares do suspeito, da vítima e do namorado dela, os três discentes da Unilab.
Vale pontuar que os campi da Unilab dispõem de serviço terceirizado de vigilância patrimonial formado por postos armados e desarmados. Outra informação é que nem a coordenação de curso e nem outra instância administrativa da Unilab havia sido informada anteriormente que a estudante estava sob medida protetiva, com base na Lei Maria da Penha.
As diversas formas de violência que lamentavelmente se manifestam nos espaços acadêmicos refletem os índices alarmantes desse problema na própria sociedade, do qual as universidades não estão ilesas. Isso obviamente provoca a Unilab, como instituição educacional, a ser protagonista na discussão e na promoção de ações acadêmicas que contribuam para mudar essa realidade.

A ReitoriaUniversidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.