segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Agenda cultural - Valdo Aderaldo e Cristiano Pinho estreiam show nesta quinta, 30/11, às 20h, no Café Pagliuca

No show "Por onde andará Valdo Aderaldo?", a voz, o violão e as canções do compositor se somam à guitarra pessoalíssima de Cristiano Pinho. "Entre TPs (trabalhos próprios) e a MPB"

Um dos mais aplaudidos compositores cearenses, Valdo Aderaldo se apresenta nesta quinta-feira, 30/11, às 20h, no Café Pagliuca, dividindo o palco com um dos melhores guitarristas do Brasil: o também cearense Cristiano Pinho. Oportunidade para um reencontro do público com as canções de Valdo, autor do clássico "Coca-colas e iguarias", sucesso nas rádios de Fortaleza na voz de Kátia Freitas, com arranjo e guitarra de Cristiano.

"Por onde andará Valdo Aderaldo?" é o nome do show, em que, com o humor crítico que sempre o caracterizou, o compositor reúne canções de diversos momentos de sua trajetória. Tudo em clima de proximidade com o público, no mesmo Café Pagliuca em que, em 2004, Valdo gravou ao vivo o disco "Retrato do Vento", ao lado da cantora Paula Tesser, do guitarrista Pádua Pires, do contrabaixista Edmundo Junior e do baterista Denilson Lopes.

O álbum marcou época na cena  de Fortaleza, sendo recebido com muitos elogios à qualidade e à originalidade das composições de Valdo e do parceiro Celso Gutfreind. Canções que chamaram atenção tanto pelo apuro das harmonias e pela fluidez das melodias quanto pela sensibilidade das letras. Músicas que seguem sendo revisitadas por intérpretes como Ricardo Black, Mona Gadelha e Bárbara Sena e podem ser conferidas também em vídeos no Youtube e em outras plataformas.

Por onde andará?

A resposta à espirituosa pergunta-mote do show será dada nesta quinta-feira, 30/11, às 20h, no Café Pagliuca, quando Valdo se reencontra com o público, mostrando inclusive canções compostas em parceria com Cristiano Pinho.

"Entre TPs (trabalhos próprios) e a MPB" é mais um gancho/recorte temático proposto por Valdo e Cristiano para o show, deixando no ar possíveis surpresas do autor de "Trem contramão", "Saint-Denis-Ceará", "Canção de amor banal" e "Fortaleza: Retrato do Vento", música que deu nome ao projeto de shows no Anfiteatro da Volta da Jurema, mantido pela Prefeitura de Fortaleza até 2012.

Canções mais antigas, do tempo do grupo Bodega, que marcou época na cena de Fortaleza nos anos 80, como "Tema do Morcego". Também canções inéditas, compostas com Cristiano mais recentemente. "E se o Alexandre Barbalho for ao show, eu canto 'Suor dos peixes'", promete Valdo Aderaldo, bem ao seu estilo, sobre a canção de sua autoria que foi gravada por Humberto Pinho no disco "Com a Boca no Mundo".

"Além das minhas composições, vamos tocar alguns clássicos da música brasileira, com novos arranjos que fizemos, novas abordagens", antecipa Valdo, citando canções como "Juízo final" (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito), "Samba triste" (Baden Powell/Billy Blanco) e "Modinha" (Tom Jobim/Vinicius de Moraes).
Encontro marcado com as canções de Valdo Aderaldo no Café Pagliuca. Ele promete que, nesta quinta-feira, andará por lá.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.