quinta-feira, 30 de novembro de 2017

XI Encontro Mestres do Mundo tem abertura em Limoeiro do Norte, com entrega simbólica do Prêmio do Iphan aos Mestres e Mestras da Cultura do Ceará


Reunindo mais de 50 mestres e mestras da cultura do Ceará, o XI Encontro Mestres do Mundo teve abertura nesta quarta-feira (29/11), em Limoeiro do Norte. Após um cortejo pelas ruas do Centro da cidade, os tesouros vivos da cultura foram até o palco principal do encontro, na Praça Odílio Silva, onde foram recebidos pelo secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano do Santos Piúba, e o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Otacílio Macedo, que parabenizou a iniciativa da Secult e dedicou o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade aos Mestres da Cultura do Estado. O mais importante prêmio do Brasil em patrimônio cultural foi recebido este ano pela Secult, em reconhecimento à realização do Encontro Mestres do Mundo. O XI Encontro Mestres do Mundo acontece até 2/12, em Limoeiro e cidades vizinhas. A programação está disponível em:http://mestresdomundo.org.br/.

"Quero cumprimentar o secretário Fabiano dos Santos, que recebeu esse prêmio e que proferiu grande discurso no Rio de Janeiro, ao lado de mestres da cultura. Ele foi aplaudido de pé por todos, em reconhecimento a este grande encontro", ressaltou o superintendente do Iphan, Otacílio Macedo, lembrando do momento da entrega do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, que aconteceu em outubro deste ano. "Os mestres receberão a premiação. O Ceará está de parabéns por preservar a cultura", destacou também.

O secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, fez questão de lembrar que o Ceará foi o primeiro Estado do Brasil a formular uma política de preservação de patrimônio imaterial voltada aos mestres da cultura. Formando uma roda junto aos mestres que fizeram uma breve apresentação sobre seus saberes e fazeres, o secretário cantou uma música inspirada numa fala do mestre Aldenir de Reisado do Crato. "Certa vez perguntei para o mestre o que é preciso para ser mestre da cultura e o mestre Aldenir me falou que é preciso ter respeito consigo e com a comunidade, ser verdadeiro e ter amor. A arte dos mestres são saberes dos tempos eternos que se reinventam agora, como diria a mestra Luiza de Teodoro", destacou o secretário Fabiano Piúba.

O prefeito de Limoeiro do Norte, José Maria Lucena, esteve presente na abertura, dando boas-vindas ao público e aos mestres da cultura. "É com muito prazer que Limoeiro recebe mais uma vez esse encontro de extrema relevância. Estamos felizes em acolher todos vocês, os mestres e os que estão visitando a cidade. Isso é muito bom para Limoeiro e para região, que vai receber as atividades do Encontro". 

Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.