quinta-feira, 18 de maio de 2017

Prefeitura de Fortaleza participa do lançamento mundial do Guia Global de Desenho Urbano em Nova Iorque

A publicação passa a ser disponibilizada gratuitamente para planejadores urbanos
A Prefeitura de Fortaleza foi representada no lançamento do Guia Global de Desenho Urbano (Global Street Design Guide) realizado na última terça-feira (16), em Nova Iorque, pela secretária de Relações Internacionais e Federativas de Fortaleza, Patrícia Macêdo. O Guia Global de Desenho Urbano foi considerado como referência e um novo padrão para transformar ruas com o objetivo de garantir a segurança, priorizar os pedestres, o trânsito e a mobilidade sustentável. Ao citar Fortaleza, a publicação destaca as intervenções na infraestrutura e sistemas de compartilhamento de bicicletas, como exemplos para melhorar a segurança e o compartilhamento de espaço para o trânsito.

Durante o lançamento foi anunciado a liberação do documento em nível mundial, que já está disponível para download gratuitamente, permitindo que urbanistas, designers e profissionais de transporte em cidades ao redor do mundo possam implantar imediatamente projetos urbanos já consolidados. O documento também incluirá, em breve, traduções para espanhol, português, mandarim e outras línguas tornando o guia ainda mais acessível. A Global Designing Cities Initiative, uma divisão da Nacto (National Association of City Transportation Officials ou Associação Nacional de Agências Municipais de Trânsito, em tradução livre), assina o Guia Global de Desenho Urbano que foi viabilizado pela Iniciativa Bloomberg para Segurança Viária Global.

Segundo a secretária de Relações Internacionais e Federativas de Fortaleza, Patrícia Macêdo, “Participar do lançamento do Guia Global de Desenho Urbano onde o ex-prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, lança o documento, confirma que Fortaleza está no caminho certo ao desenvolver ações que priorizam o pedestre. A publicação é uma excelente ferramenta de estudos para estudantes e profissionais que planejam soluções para cidades e assim desenvolver ações vencedoras, como tem sido feito na administração do Prefeito Roberto Cláudio”.

Experiências como o sistema de bicicletas compartilhadas, o "Bicicletar", hoje o que tem o maior uso por estação do Brasil, faixas elevadas para pedestres e o redesenho da Avenida Monsenhor Tabosa, um dos principais corredores comerciais de Fortaleza estão entre os casos citados. Outro exemplo apontado pela publicação é a implantação da primeira área de trânsito calmo da cidade, em uma região de hospitais e escolas.

De acordo com o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza, Luiz Alberto Saboia, a política pública da cidade tem buscado organizar melhor o trânsito e a infraestrutura para garantir mais segurança de tráfego do pedestre à condutores de motos e carros. "Essas são mudanças de paradigmas e que hoje estão sendo aplicadas em vários lugares do mundo. A violência no trânsito é um problema real e precisa de esforços criativos para inverter a curva crescente das estatísticas de mortos e feridos em acidentes. Saber que Fortaleza está sendo referência nos motiva a seguir em frente".

O resultado dessas e outras intervenções, como ciclovias e ciclofaixas, sistemas de compartilhamento de bicicletas, faixas exclusivas de ônibus, treinamento de agentes de trânsito e campanhas educativas tem ajudado a modificar os índices de violência no trânsito.  Em Fortaleza, no primeiro semestre de 2016, 126 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito, contra 145 do mesmo período do ano anterior, uma redução de 13,1% de acordo com o Anuário de Acidentes de Trânsito de Fortaleza.

A publicação Guia Global de Desenho Urbano (Global Street Design Guide) reúne práticas e experiências de várias cidades nos seis continentes do globo e é referência para engenheiros e urbanistas em diversos países. Entre os líderes que endossam a publicação estão o ex-prefeito de Nova Iorque, Michael R. Bloomberg, e o prefeito de Bogotá, capital da Colômbia, Henrique Peñalosa. Ao lado de exemplos em cidades como Nova Iorque, nos EUA; Seul, na Coreia do Sul; Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos e outros 44 casos ao redor do mundo, o guia relaciona experiências que tem ajudado a melhorar o desenho urbano, priorizando pessoas ao invés de veículos.
Enviar

Deixe seu comentário: