Mostra Retroexpectativa exibe 63 filmes, de 11 a 24 de janeiro, no Cinema do Dragão



Imagem inline 1
Rebatizada, a antiga Mostra Retrospectiva/Expectativa chega à quarta edição com quatro faixas de programação: retrospectiva de 2017, expectativa de 2018, clássicos restaurados e ainda um panorama do cinema brasileiro. Neste fim de ano, o Cinema do Dragão também apresenta balanço com números e destaques da programação em 2017

          A tradicional Mostra Retrospectiva/ Expectativa do Cinema do Dragão chega rebatizada à quarta edição. Agora, será Mostra Retroexpectativa, unindo numa só palavra os dois conceitos básicos da seleção especial de filmesDe 11 a 24 de janeiro de 2018, a mostra exibirá, nas duas salas do cinema, 63 filmes divididos nas faixas Retrospectiva, Expectativa, Clássicos e a de cinema brasileiro, neste ano, sob o nome Estado de Emergência, temática-chefe da programação. A Mostra Retroexpectativa 2017/2018 faz parte do ciclo programático Férias no Dragão – O melhor verão da sua vidarealizado pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura e do Instituto Dragão do Mare com o apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza. O Cinema do Dragão apresenta ainda, neste fim de ano, os números de público e exibições e os destaques da programação em 2017.
          “Programar a Mostra Retroexpectativa é colocar-se diante do ano que passou e revê-lo através das imagens e dos filmes. É quando podemos re-exibir títulos que marcaram o Cinema do Dragão, mas também fazer descobertas, propor novas experiências, utilizar a sala de cinema como espaço de deslocamento, discussão e debate”, define o programador do Cinema do Dragão, Pedro Azevedo. Ele destaca ainda que, para esta edição, a mostra tenta traduzir um “sentimento comum” ao cinema brasileiro, na faixa Estado de Emergência. “Trata-se de um recorte pequeno de nove longas-metragens que dão várias pistas sobre a experiência que foi viver no Brasil em 2017. A seleção traz filmes bastante distintos entre si que, como num jogo de baralho, conferem ao espectador a autonomia de propor combinações, diálogos possíveis”, explica.
          Entre os destaques desta faixa, estão os filmes “O animal cordial”, de Gabriela Amaral Almeida, e “Baronesa”, de Juliana Antunes. A faixa Retrospectiva traz títulos como “Blade Runner 2049”, “Corra!”, “O estranho que nós amamos”, “Bom comportamento”, “Com amor, Van Gogh”, “Fragmentado” e “Mãe!”. Já a faixa Expectativa revela filmes que devem marcar a produção cinematográfica no ano que vem, como “Western”, “Zama”, “O dia depois”, “Os iniciados” e “Antes que tudo desapareça”. A faixa Clássicos apresenta cópias restauradas de “A primeira noite de um homem”, “Acossado” e “Stromboli”, entre outrosA Retroexpectativa 2017/2018 seguirá também cumprindo o papel de formação de plateia a partir da realização de debates com realizadores do Ceará e de outros estados, na faixa Conversa de Cinema. “É uma chance única de descobrir e discutir uma leva importante da filmografia brasileira recente”, afirma Pedro Azevedo.

Balanço
          Com quatro anos a pleno funcionamento, desde a reinauguração em 2013, o Cinema do Dragão segue forte enquanto único cinema da cidade com programação que foge ao circuito do grande mercado cinematográfico mundial e nacional. Com duas modernas salas de exibição 4K e com uma seleção de filmes festejada pelos amantes do cinema, foram 30.557 ingressos vendidos, em 2017, fora os mais de 6.000 espectadores de sessões gratuitas. Nesse período, foram exibidos 220 longas-metragens de 31 países diferentes. Desse total, 62 são títulos brasileiros. Na faixa Conversa de Cinema, somam-se 32 debates com realizadores brasileiros e um argentino, ao longo do ano.
          Entre as mostras recebidas em 2017, estão a Mostra de Cinema Nórdico, Festival Cine Ceará, TIC na tela, Mostra Cinema e Resistência, For Rainbow, Mostra PERCURSOS – Cinema Universitário da UFC e a Mostra Cinema e Direitos Humanos, além das realizadas pelo próprio Cinema do Dragão, como as duas edições da Retrospectiva 2016/ Expectativa 2017 e a Mostra Fronteiras e Verdades, durante a Maloca Dragão 2017. Dois cineclubes também mantém-se enquanto programação fixa em edições mensais, são eles: o Cine Caolho, do Coletivo Alumbramento, e o Cine Rebuceteio, com coordenação e curadoria de Marcelo Ikeda.

Os 10 filmes mais assistidos em 2017, no Cinema do Dragão
1. DIVINAS DIVAS
2. EU, DANIEL BLAKE
3. O FILME DA MINHA VIDA
4. DE CANÇÃO EM CANÇÃO
5. CORPO ELÉTRICO
6. COMO NOSSOS PAIS
7. T2 TRAINSPOTTING
8. FRANTZ
9. OS POBRES DIABOS
10. CLARISSE OU ALGUMA COISA SOBRE NÓS DOIS

Férias no Dragão
          A Mostra Retroexpectativa 2017/2018 faz parte do ciclo programático Férias no Dragão – O melhor verão da sua vida. Realizado pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura e do Instituto Dragão do Mare com o apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza, as Férias no Dragão vão trazer dezenas de atrações de música, teatro, dança, artes visuais e infantil, ao longo do mês de janeiro e início de fevereiro. A programação completa pode ser conferida no site www.dragaodomar.org.br.


SERVIÇO
Mostra Retroexpectativa 2017/2018 – Estado de Emergência
Quando: 
de 11 a 24 de janeiro de 2018Onde: Cinema do Dragão (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)
Hora: das 14h às 22hIngressos: R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia). Às terças-feiras, o valor do ingresso é promocional: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.