ANA CAÑAS SE APRESENTA NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA




A cantora e compositora paulistana cria repertório exclusivo e inédito no encerramento da turnê “Tô na Vida”

 
A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 16 a 18 de março de 2018, o show da turnê de encerramento do disco “Tô na Vida”, da cantora Ana Cañas. Considerado pela crítica especializada o melhor disco de sua carreira, nesse quarto trabalho, lançado em 2015, Ana apresenta uma verve mais rockeira. Ela é conhecida pela voz potente e por suas interpretações viscerais, carregadas de emoção. Em dez anos de carreira, traz na bagagem parcerias com Arnaldo Antunes, Dadi Carvalho e Nando Reis, entre outros.

Entre as novidades para a série de shows pela CAIXA Cultural Fortaleza estão versões para “Tigresa” (música que Ana cantou uma única vez, a convite do Prêmio Multishow em 2015 - considerado o ponto alto da noite), “Eu Amo Você” (clássico de Tim Maia) e “Velha Roupa Colorida”, de Belchior. Ana Cañas também apresenta uma música inédita, que integrará o repertório do disco novo, previsto para o segundo semestre de 2018.

Compõe ainda o repertório do show canções conhecidas e queridas do grande público, como o single “Respeita” (música que ganhou clipe com a participação de 86 mulheres que estão à frente da resistência feminista, como Elza Soares e Maria da Penha), “Esconderijo”, Urubu Rei”, “Será Que Você Me Ama?” e “Pra Você Guardei O Amor”.

Sobre Ana Cañas

Ana Cañas iniciou o curso de Artes Cênicas na ECA-USP e, ao fazer um teste para um musical, descobriu sua vocação para a música. Ela ouviu pela primeira vez um standard de jazz interpretado por Ella Fitzgerald e foi nesse momento que, profundamente tocada, sentiu que aquele era uma espécie de ‘momento-colisão’. Depois disso, Ana Cañas começou a cantar jazz na noite paulistana. Apresentou-se em bares e hotéis até ser contratada pelo renomado Baretto (Hotel Fasano), que teve, entre os habitués de suas apresentações, Chico Buarque e Paulinho da Viola.

Para consolidar sua carreira como cantora, Ana Cañas lançou em 2007 o seu primeiro álbum, “Amor e Caos”, com grande influência de jazz e MPB. Ela foi indicada como a grande promessa da música popular brasileira por muitos críticos. Em 2009, chegou às lojas o segundo disco da cantora, “Hein?”. Produzido por Liminha, a cantora acrescentou à sua sonoridade o rock, além de contar com participação de Gilberto Gil e a parceria de Arnaldo Antunes em cinco das 12 canções que compõem o disco. O álbum também trouxe o maior sucesso de Ana até então, a balada “Esconderijo”.

Quem também se encantou por Ana foi Nando Reis, que a chamou para fazer uma participação em seu álbum de 2009, ‘Drês’. A canção “Pra Você Guardei o Amor” foi tema de novela e tocou nas rádios de todo o país, atingindo 30 milhões de views no Youtube. Em 2012, Ana lançou seu terceiro e aguardado disco, intitulado “Volta”. O trabalho foi gravado inteiramente ao vivo e conta com canções autorais inéditas (“Urubu Rei”, “Será Que Você Me Ama?” e “Volta”) e versões para clássicos da música (“La Vie En Rose”, “Stormy Weather”, “My Baby Just Cares For Me” e “Rock and Roll” do Led Zeppelin). O show “Volta” contou com a direção e iluminação de Ney Matogrosso e sua estreia nacional aconteceu em junho de 2012 em São Paulo, obtendo sucesso de público e crítica por todo o país. O show gerou seu primeiro DVD, “Coração Inevitável”.

Em 2015, Ana Cañas lança o disco “Tô Na Vida” - o quarto de estúdio da carreira. Foi produzido por Lúcio Maia (Nação Zumbi) em parceria com Ana e mixado por Mario Caldato. Gravado em São Paulo, é o primeiro disco totalmente autoral da carreira da cantora. Foi considerado pela crítica especializada o seu melhor disco. Com 13 canções, “Tô na Vida” conta com grandes parcerias além de Lúcio e de Marcelo Jeneci, Ana gravou com Pedro Luís (“O som do osso”), Dadi (“Hoje nunca mais”) e três com Arnaldo Antunes: “Tô na vida”, “Madrugada quer você” e “Um dois um só”.

Serviço:
Música: Ana Cañas
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 16 a 18 de março de 2018
Horários: sexta, às 20h | sábado, às 20h | domingo, às 19h
Duração: 75 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Vendas a partir do dia 15/03, das 10h às 20h, na bilheteria do local 
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local 
Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza: (85) 3453-2770

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.