Campanha aposta em mobilização nas redes sociais para estimular testes de HIV

Iniciativa estimula a realização periódica de testagem, o que possibilita o diagnóstico e tratamento precoce aumentando a expectativa e qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV.1
Você já fez o teste de HIV? Essa é a questão que compõe o lema do Teste na Testa, uma campanha que chega para desmistificar e tornar mais frequente o hábito de se testar para o HIV. Por meio do website www.testenatesta.com.br, a população terá acesso a conteúdos segmentados para quem fez ou não fez o teste, com informações específicas para cada perfil. Voltada para o público jovem, a ação conta com uma seleção de influenciadores digitais que terão como missão engajar as pessoas para conhecerem o endereço eletrônico e incentivar a realização do teste de diagnóstico da infecção.
A criação de uma campanha, que tem como público-alvo os jovens, vem atender a preocupação em relação ao aumento do diagnóstico da infecção pelo HIV na população entre 15 e 24 anos no Brasil. Segundo o boletim epidemiológico realizado entre 2016 e 2016, a taxa de detecção quase triplicou entre os homens brasileiros com 15 a 19 anos (de 2,4 para 6,7 casos/100 mil habitantes) e mais do que dobrou entre os de 20 a 24 anos (de 16,0 para 33,9 casos/100 mil habitantes).2
Quem acessar o website e já tiver feito o teste para detecção do vírus será conscientizado sobre a relevância da testagem contínua e locais onde procurar orientação. Já quem nunca realizou exame, encontrará conteúdos sobre onde pode realizá-lo e a importância do diagnóstico precoce.
A voz das redes sociais – Outro objetivo do Teste na Testa é criar um movimento nas redes sociais, estimulando a testagem para o HIV. Por meio do website também será possível a participação de qualquer pessoa através da personalização da foto do usuário com o filtro da campanha para compartilhamento nas redes sociais. Além disso, foi selecionado um time de influenciadores digitais que compartilharão em seus canais no Instagram se já fizeram ou não o exame. A ideia é que, a partir daí, se inicie um compartilhamento de informações, relatos das experiências pessoais e a conscientização em relação à importância da testagem.
A campanha Teste na Testa é uma iniciativa da GSK/ViiV Healthcare para apoiar o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e a meta 90-90-90. A meta é de que, até o ano de 2020, 90% das pessoas vivendo com HIV sejam diagnosticadas, 90% destas estejam em tratamento e, daquelas em tratamento, 90% estejam com a carga viral suprimida.3 No Brasil, estima-se que das 830 mil pessoas que vivem com HIV no país, 84% estão diagnosticadas; que 72% destas estão em tratamento antirretroviral; e que destas, 91% estão com carga viral indetectável.4

Referências bibliográficas:
1.                  BRASIL. Ministério da Saúde. Diagnóstico do HIV. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/o-que-e-hiv/diagnostico-do-hiv>. Acesso em 11 jan. 2018.
2.                  BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim epidemiológico HIV/Aids 2017. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2017/boletim-epidemiologico-hivaids-2017>. Acesso em 15 jan. 2018.
3.                  UNAIDS. 90–90–90 - An ambitious treatment target to help end the AIDS epidemic. Disponível em: <http://www.unaids.org/en/resources/documents/2014/90-90-90>. Acesso em: 22 jan. 2018.
4.                  BRASIL. Ministério da Saúde. Relatório de Monitoramento Clínico do HIV 2017. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/sites/default/files/noticia/2017/65068/apresentacao_relmonitclinico_imprensa_24112017_arpp.pdf>. Acesso em 15 jan. 2018.

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.