terça-feira, 22 de maio de 2018

Cobertura especial - Fé, cultura e tradição na maior Festa de Santo Antônio do mundo


Barbalha já respira ares de festa. Igrejas, residências, ruas e avenidas estão decoradas só aguardando os dias em que a cidade, anualmente, celebra seu Padroeiro, Santo Antônio. Com missa solene na Matriz, os festejos serão abertos, oficialmente, no próximo dia 27, às 8 horas. Em seguida, o folclore toma conta da cidade, com apresentações de maneiro pau, penitentes, reisados e bandas cabaçais, dentre outras manifestações culturais. O ponto culminante é o Cortejo do Pau da Bandeira, no final da tarde, que reúne milhares de pessoas em um dos momentos mais esperados do evento. Todo o Centro Histórico estará cercado por tapumes e, nas entradas, haverá revista, para garantir comodidade e segurança aos barbalhenses e visitantes. 

Antes da celebração eucarística, cerca de 600 cavaleiros desfilarão pelas ruas do Centro, saindo do Estádio Inaldão à Igreja do Rosário, na II Cavalgada Santo Antônio. A partir das 15 horas, também no domingo, 27, o público poderá se divertir, gratuitamente, em três pontos da cidade – Praça da Estação (Palco Mestre Tico Neves), Largo do Rosário (Palco Carregador Careca) e no Marco Zero (Palco Capitão Zé Veloso), onde 12 atrações estarão se apresentando, como Dorgival Dantas, Chambinho do Acordeon e Samyra Show. Para encerrar o Dia do Pau da Bandeira, haverá festa no Parque da Cidade, a partir das 22 horas, com Elite Forrozeira, Gabriel Diniz, Solange Almeida e Jonas Esticado.

A programação, entretanto, já começa no dia 25 de maio, com a Rodada de Negócios, envolvendo artesanato e turismo, numa parceria com o Sebrae. No primeiro segmento, 80 expositores colocarão seus produtos artesanais para comercialização, numa expectativa de vendas em torno de R$ 2 milhões. No segundo, oito agências operadoras visitarão roteiros caririenses e negociarão com 25 empresas do trade turístico. A Rodada de Negócios acontecerá também no dia 26, no Engenho Tupinambá, nas imediações da CE 293 em direção a Arajara. Nos dois dias, das 8 às 18, o horário é reservado exclusivamente aos negócios; das 18 às 22 horas, o espaço é aberto ao público.

NOITE DAS SOLTEIRONAS – A tradicional Noite das Solteironas acontecerá no dia 26 de maio, a partir das 20 horas, na Praça Engenheiro Dória (Praça da Estação). A atração principal é uma barraca com produtos que, segundo a solteirona oficial da festa, Socorro Luna, ajudam as interessadas a arranjarem casamento – pedacinhos de Paus da Bandeira de anos anteriores; imagens de Santo Antônio, o casamenteiro; e simpatias  diversas para se chegar ao altar. A novidade este ano é a realização, no local, do casamento civil das 15 noivas de Santo Antônio, cuja cerimônia religiosa acontecerá no dia 3 de junho. Fechando a noite, no Parque da Cidade, shows com Forró Tapera, Fábio Carneirinho, Waldonys e Lagosta Bronzeada.


Festa de Santo Antônio resgata
tradições que alegram a cidade

Acordar cedinho pra ver a banda passar no raiar do dia. Assim será a rotina de barbalhenses e visitantes, na Festa de Santo Antônio que, oficialmente, ocorrerá de 27 de maio a 13 de junho próximo. Com a participação da Filarmônica São José e da Banda Batutas do Rosário, Barbalha será acordada ao som de retretas pelas ruas do Centro Histórico. A animação continua, durante todo o dia, com apresentações de Bandas Cabaçais, nas principais avenidas e vias da cidade. 

Todo o evento é marcado pela fé, tradição e cultura. A missa solene que marca a abertura dos festejos, no dia 27, às 8 horas, não é diferente. Vários momentos são especiais, como o Ofertório de produtos extraídos da terra, acompanhado por violeiros; a bênção da bandeira de Santo Antônio, que será hasteada no mastro em frente à Igreja Matriz, no final da tarde; e o cortejo do Pau Mirim, com cerca de 150 crianças, que de lá segue até a Praça do Rosário, misturando-se às demais apresentações culturais que acontecerão no local.

Além do Cortejo do Pau da Bandeira, as tradicionais novenas, quermesses e leilões mobilizam a sociedade barbalhense. Este ano, haverá também a volta do Forró do Mourão, extinto há quase 10 anos. Apresentando os melhores sanfoneiros da cidade, será realizado, de primeiro a 12 de junho, no Parque da Cidade, a partir das 20 horas. Ainda fazem parte da programação, a cavalgada, o casamento das noivas de Santo Antônio e outra grande atração – a Noite das Solteironas, dia 26, antecedendo a abertura oficial da Festa de Santo Antônio de Barbalha.


De profissões bem diversas, cerca de 200 homens
farão o Cortejo do Pau da Bandeira em Barbalha

Em torno de 200, de profissões diversas, mas, em comum, a devoção a Santo Antônio. São os carregadores do Pau da Bandeira, que trarão o mastro de 24 metros de comprimento e pesando quase duas mil toneladas, do Sítio São Joaquim (de onde foi extraído) ao pátio da Igreja Matriz. Este momento, um dos mais aguardados, acontecerá no próximo domingo, 27, dia da abertura oficial dos festejos do Padroeiro de Barbalha. 

Segundo o Capitão do cortejo, função que exerce há 18 anos, Rildo Teles, há um ritual, que começa por volta das 6 horas da manhã, com uma oração feita pelos carregadores mais antigos, antes mesmo de colocarem o mastro sobre os ombros. Já em caminhada, um sacerdote dará a bênção. Durante o percurso, entoam músicas tradicionais sobre o tema “Pau da Bandeira”, acompanhados por um carro de som.

Conforme Rildo Teles, tudo é feito com muito respeito à tradição e cuidado redobrado quanto à segurança. Faz parte das suas funções como capitão, inclusive, fiscalizar o excesso no consumo de bebidas alcoólicas durante o trajeto. Também por questão se segurança, algumas paradas são realizadas sempre que é percebida certa dose de cansaço entre os carregadores, todos voluntários, mas cadastrados previamente, cumprindo determinação do Ministério Público.

Durante o percurso, duas paradas são obrigatórias, ambas de reconhecimento e homenagens póstumas. A primeira em frente à casa do médico João Filgueiras Teles, que deu continuidade às doações, antes feitas pelo seu genitor João Teles de Quental, das árvores escolhidas para a extração dos mastros, gesto repetido há cerca de 90 anos. A outra parada ocorre no local, já próximo à Matriz, onde aconteceu, há três anos, um acidente no cortejo, causando a morte do carregador Careca.

Na entrada do Centro Histórico, haverá um cordão de isolamento para garantir segurança ao cortejo e aos milhares de curiosos concentrados no local. Ainda segundo Rildo Teles, a chegada à Matriz deve ocorrer no final da tarde, por volta das cinco e meia. Os próprios carregadores são responsáveis por fincar o mastro de uma rama branca, que ostentará a Bandeira de Santo Antônio em mais um ano que Barbalha festeja seu santo Padroeiro.

Fonte: Prefeitura de Barbalha

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.