#audioinclui

sábado, 12 de janeiro de 2019

Assembleia é convocada para votar projetos contra o crime organizado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), atendendo a requerimento do governador do Estado, Camilo Santana,  anuncia a convocação extraordinária do Poder Legislativo para realização de sessão neste sábado (12/01), às 14h,  a fim de deliberar sobre mensagens do Poder Executivo.
As matérias encaminhadas à Casa, conforme explica o governador Camilo Santana, têm o objetivo de fortalecer o esquema de segurança de estado no combate ao crime organizado, que atua nas ruas e no sistema penitenciário.
O presidente Zezinho Albuquerque ressalta que o Poder Legislativo nunca se omitiu de suas responsabilidades na busca de melhores condições de vida para o povo cearense, e não será nesse momento tão grave para o Estado que o Poder irá cruzar os braços. "Todos os deputados foram convocados a estar presentes amanhã no Plenário para analisarmos com profundidade e a urgência requerida os projetos enviados pelo governador”, pontua.
As mensagens enviadas ao Parlamento cearense dispõem, respectivamente, sobre a convocação de policiais militares que estão na reserva para o retorno ao trabalho; aumento da quantidade de horas extras que possam ser pagas aos policiais civis e militares e bombeiros para aumentar a força de trabalho; e  a criação de lei que recompensa a população por informações que resultem na prevenção de atos criminosos e prisão de bandidos envolvidos nos crimes.

Na mensagem, o governador enfatiza que todos os poderes estão atuando juntos em prol da segurança do Ceará. “Governo, Poder Legislativo e Judiciário do Estado, além do Ministério Público e entidades civis, estão todos unidos. Assim como estamos unidos ao Governo Federal, através dos ministérios da Defesa, e da Justiça e Segurança Pública, para enfrentar o crime que tenta se impor contra o nosso estado e contra o País. O Estado é mais forte”.
Da Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.