sábado, 5 de janeiro de 2019

MPCE participa de reunião sobre estratégias de combate a grupos criminosos

Integrantes do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) participaram, na manhã desta sexta-feira (04/01), de uma reunião com diversos órgãos de segurança para discutir as estratégias de combate às ações criminosas que estão acontecendo no Estado desde a noite de quarta-feira (02). O encontro aconteceu no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), órgão da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e estiveram presentes os promotores de Justiça Humberto Ibiapina, André Clark Nunes, Rinaldo Janja, Gomes Câmara e Joseana França; e representantes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e Corpo de Bombeiros Militar do Estado Ceará (CBMCE), Secretaria de Administração Penitenciária, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Municipal de Segurança Cidadã.
Segundo o secretário da SSPDS, André Costa, até o momento, 45 pessoas foram presas e apreendidas por envolvimento nas ações criminosas registradas em Fortaleza, Região Metropolitana e Interior do Estado. “Estivemos reunidos com representantes de diversas instituições para alinhar e elaborar estratégias de combate contra todas essas ações criminosas. As equipes das forças de segurança estão bem equipadas e agindo de forma integrada. Todas as Polícias, sejam federais, municipais ou estaduais, estão unidas para trazer segurança aos cidadãos cearenses. Não recuaremos em nenhuma das ações realizadas”, disse Costa.
Foi informado, ainda, que o trabalho de investigação está sendo coordenado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e diligências efetuadas por equipes de policiais civis e militares seguem em andamento visando capturar outros envolvidos. Foram apreendidos artefatos explosivos, coquetéis molotov e galões de combustíveis em ofensivas policiais em todo o Estado. A sociedade pode colaborar com os órgão de segurança através do número 181, realizando denúncias anônimas, ou acionando policiamento quando se deparar com qualquer ação criminosa em andamento, pelo 190.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.