Pular para o conteúdo principal

Artigo - Por um Brasil de brasileiros com consciência de classe e política - por Catharina Queiroz







As críticas apontam que precisamos de um novo presidente. O atual governo é rotulado como desgoverno por minimizar e negligenciar um problema mundial, a pandemia da Covid-19, dentre tantos outros casos de irresponsabilidade político-administrativa, moral e civil. Os mecanismos de responsabilização do Presidente da República por condutas típicas e ilícitas praticadas no exercício de seu mandato comportam tanto os crimes comuns, como os de responsabilidade. A Constituição Federal denomina de crimes de responsabilidade as infrações de natureza político-administrativa cujo rol exemplificativo encontra-se disposto no artigo 85 da Constituição. As pessoas, eleitores, comunidade em geral conhecem a Constituição? Sabem dos seus direitos e deveres? Conseguem entender o fluxo histórico político brasileiro? Não! Falta à grande maioria da população brasileira, o conhecimento sobre consciência de classe.


Karl Marx chamava de consciência de classe o autoconhecimento de um indivíduo sobre sua classe social e condição econômica, sua percepção a respeito do seu próprio papel produtivo, seja como produtor de riquezas ou como proprietário dos meios de gerar riqueza. A partir desta premissa, se torna possível algumas reflexões sobre modelos e ideologias político partidárias, realidade econômica, direitos e deveres e o mais importante, onde você consegue se encaixar dentro disso tudo. Estamos enfrentando esse descompasso governamental, descaso com a saúde pública, com vidas brasileiras, porque somos rodeados de uma falsa consciência de classe, até porque, tem sido muito fácil falsificar no Brasil. Somos bombardeados dia a dia por falsos perfis, fake News, falsas promessas, falsas negociações e relações e até mesmo falso Messias. Esta falsa consciência de classe se refere aos meios pelos quais processos ideológicos, materiais e institucionais induzem ao erro e ao engano. Membros do proletariado e de outras esferas dentro das sociedades capitalistas, escondendo a exploração do trabalho intrínseca às relações entre as classes. 


As desigualdades no nosso país, a falta de investimento numa educação de qualidade para todos, a falta de oportunidades de trabalho e profissionalização, o descaso com o SUS e a saúde pública em geral, impedem que nós, brasileiros, trabalhadores, cidadãos comuns, possamos nos empoderar de conhecimento e tenhamos credibilidade para reivindicar, cobrar, exigir. Sim, nós temos direto de exigir, pois o país se movimenta com o dinheiro dos nossos impostos, é o nosso suor que faz girar a economia. Mas governar para todos sai caro e foge aos interesses de muitos que acampam no congresso atualmente. 


Convenhamos que é muito mais fácil explorar e se capitalizar com mão de obra barata do que com qualificada. Para quem ocupa o patriarcado, esses não passam de uma classe dominada, formada por trabalhadores com baixa instrução profissional e educacional, que podemos chamar também de massa de manobra. Esta, por sua vez, juntamente com o Estado, é controlada e influenciada direta e indiretamente pela classe dominante. Desta forma é reduzida a estrutura social e assim se perpetua a exploração. Não é difícil aprender, mesmo assim, muitos preferem o caminho mais fácil, mais rápido e por isso nos encontramos nessa dura realidade. Consciência de classe gera consciência política e este é o caminho.


Autoria: Catharina Queiroz, Jornalista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!