Pular para o conteúdo principal

Projeto que vai beneficiar 500 adolescentes de todas as regiões do país será lançado em Fortaleza


O Projeto “Cidadania Jovem” será lançado em Fortaleza, dia 29, às 16h, na abertura do 7º Congresso Norte e Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde, que se realiza de 29 a 1º de maio, no Centro de Eventos do Ceará.  A iniciativa vai beneficiar 500 adolescentes de 12 a 15 anos das cinco regiões do País por meio de capacitação cujo foco serão atividades voltadas para a arte e movimento, práticas esportivas, história, memória, identidade e ação comunitária. 

O Projeto “Cidadania Jovem” é resultado de uma parceria entre o Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (Ipads), a empresa Bayer e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), entidade que congrega e representa as secretarias de saúde dos 5.570 municípios brasileiros.

A iniciativa será desenvolvida, inicialmente, em cinco municípios: Demerval Lobão (Piauí), Goianésia (Goiás), Rio Preto da Eva (Amazonas), Pedreira (São Paulo) e Cascavel (Parará). As prefeituras deverão ceder espaço físico para as atividades, ajudar na divulgação e oferecer alimentação e transporte para os adolescentes que participarão das oficinas.

Para assinatura do termo de adesão ao projeto estarão presentes os prefeitos de cada município. O objetivo do “Cidadania Jovem” é contribuir para a formação integral de adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Além de atuar diretamente com jovens, o projeto construirá metodologia de trabalho para que os municípios multipliquem a experiência e gerará documentos sobre a Promoção da Saúde de Adolescentes para disponibilizar aos profissionais da Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o projeto, a saúde é entendida como  qualidade de vida, e envolve o bem estar físico, mental, psicológico e emocional que meninos e meninas precisam durante a conturbada fase de transição da infância para a vida adulta. Entre os temas tratados estão a sexualidade, os cuidados com o corpo, saúde, valores, família, convívio  social e cidadania.

CONGRESSO
O 7º Congresso Norte e Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde reunirá em Fortaleza cerca de 1.500 congressistas para debater o tema “Atenção Básica e Regionalização: Desafios e Perspectivas”. O evento é uma promoção do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará, em parceria com a Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria de Saúde.

São aguardados conferencistas do Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde, entre outros representantes de órgãos das três esferas de governo.

DADOS
61% das crianças e adolescentes do Brasil vivem na pobreza, de acordo com relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), publicado em agosto de 2018. Pobreza não apenas monetária, mas de múltiplas dimensões, que priva esses cidadãos de direitos básicos ao seu desenvolvimento, como educação, saneamento e informação.

Na saúde do adolescente, o país amarga alguns indicadores sombrios, como os de gravidez precoce, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), e mortes por causas externas. Além disso, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a violência é a principal causa de morte entre grupos de 10 a 15 anos de idade.

SERVIÇO:
Lançamento do Projeto “Cidadania Jovem”
Dia: 29 de abril
Horário: 16h
Local: Centro de Eventos, em Fortaleza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…