#audioinclui

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Publieditorial - conteúdo especial -Citologia: o que cai no Enem?





O vestibular é um dos momentos mais decisivos para os estudantes, já que é uma prova que pode abrir diversas portas para o futuro profissional. Por isso, se preparar é muito importante. Mesmo que você não tenha tempo de fazer aulas presenciais, existem várias possibilidades, como se matricular em um cursinho on-line enem.

Um dos assuntos mais abordados em provas como as do Enem são as células. Cerca de 11,3% das questões de biologia são sobre isso. Importante para entender o funcionamento de todos os seres vivos, a citologia desenvolveu-se enormemente, inclusive quanto ao diagnóstico de diversas doenças humanas.

Não sabe o que é citologia? Nós elaboramos um guia com os principais tópicos cobrados em vestibulares.

O que é citologia?

Citologia é também chamada de Biologia Celular e, como o nome já sugere, é a área que estuda a estrutura, composição e fisiologia (metabolismo) das células. Esse campo do conhecimento surgiu e se consolidou em meados do século XVII, graças ao aparecimento dos primeiros aparelhos microscópicos. 

Primeiro citologista

O primeiro cientista a conseguir observar uma célula foi o biólogo e físico Robert Hooke. Ele realizou essa façanha no ano de 1665 e a estrutura analisada era a de uma célula vegetal.

O que mais cai?

Foi-se o tempo em que as provas de vestibular eram aquela decoreba. O próprio Enem reformulou, recentemente, a maneira de abordar os assuntos. Mais interdisciplinares, as questões exigem múltiplos conhecimentos do aluno.

Assim também acontece com a citologia. No geral, as noções sobre estruturas e suas funções são mais contempladas.

Estruturas das células animais

Para tentar entender a estrutura interna das células animais vamos, fazer uma analogia. Pense em uma sala de aula. As paredes estão ali para delimitar o espaço. Os alunos são elementos importantes, pois eles dão dinâmica para a aula, apresentando dúvidas e curiosidades. Alguns são mais quietos, outros barulhentos.

Já o professor é o mestre, certo? É aquele que vai comandar o grupo, esclarecer dúvidas e requisitar tarefas. Quando o professor pede, todos devem obedecer.

Membrana

As paredes da célula não se chamam paredes, mas sim membranas. Também não são de tijolos, claro, elas são compostas de ácidos graxos e fosfolipídeos.

As membranas podem ser permeáveis, semipermeáveis ou impermeáveis. Isso significa que, no processo de transporte de algumas substâncias, as membras oferecem mais ou menos resistência.

Citoplasma

O espaço interno, a sala em si, seria o citoplasma celular, que é composto por água, lipídios, proteínas, sais, entre outros elementos.

Organelas citoplasmáticas

Os alunos estão ali em maior número e geralmente devem obedecer aos comandos do professor. Os alunos seriam, então, como as organelas citoplasmáticas. Mas cada aluno é de um jeito, certo? Assim também são as organelas já que cada uma desempenha algumas funções específicas.

Ribossomos

Sua principal função é produzir proteínas. São compostos de RNA e estão presentes em todas as células.

Retículo Endoplasmático Rugoso ou Granular (RER/ REG)

Ele possui alguns ribossomos aderidos na superfície externa. Essa estrutura faz a secreção celular. 

Retículo Endoplasmático Liso (REL)

São lisos porque não possuem ribossomos. O REL sintetiza e secreta lipídeos e alguns hormônios.

Complexo de Golgi

Armazena proteínas produzidas pela RER. Também modifica algumas proteínas. Além disso, libera vesículas que serão utilizadas pelos lisossomos.

Lisossomos

São vesículas liberadas pelo Complexo de Golgi. A função dessas vesículas é fazer a digestão de algumas moléculas orgânicas.

Mitocôndrias

Produzem ATP, a energia para as células funcionarem. Essa energia é fornecida através da respiração celular.

Centríolos

Auxiliam na divisão celular. Também ajudam na movimentação de cílios e flagelos, além da organização do citoesqueleto.

Peroxissomos

São vesículas bem pequenas cujas enzimas quebram e degradam ácidos graxos.

Núcleo

O núcleo, assim como o mestre, é a estrutura que comanda todas as atividades.

Células vegetais

As células vegetais são parecidas com as animais, mas possuem algumas funções diferentes. Por exemplo, a parede celular, os cloroplastos e os vacúolos.

Parede celular

Os vegetais precisam de sustentação. É justamente isso que a parede celular oferece. Exterior à membrana plasmática, a parede é composta por um polissacarídeo chamado celulose.

Cloroplastos

Os cloroplastos são organelas responsáveis pela fotossíntese, que produz energia para as plantas. Neles, fica a clorofila, que é responsável por absorver a luz solar. A clorofila também dá a cor verde às plantas.

Vacúolos

Armazenam substâncias como a seiva. Duas de suas principais funções são regular o pH e a entrada de água. Eles fazem isso através de um processo chamado osmose.

Existem células que não têm núcleo?

Sim, as células podem ou não ter um núcleo. As que têm, como as animais e vegetais, são chamadas de eucariontes. Já as procariontes são aquelas que não possuem estruturas complexas, como o núcleo.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.