Pular para o conteúdo principal

Saúde - Entenda como o azeite pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares



As doenças cardiovasculares, como o infarto do coração e o acidente vascular cerebral, são a principal causa de morte no Brasil. O  desenvolvimento destas doenças costuma estar associado a obstrução das artérias por placas de ateroma, que surgem por uma associação entre fatores genéticos e hábitos de vida inadequados. Para prevenir as  doenças cardiovasculares é fundamental investir em hábitos de vida como manter uma alimentação saudável, praticar atividade física regular, evitar o cigarro, limitar a ingestão de álcool, e tentar minimizar o stress. Além disso, é importante fazer avaliação médica regularmente para diagnosticar e tratar doenças como obesidade, diabetes, hipertensão arterial e problemas de colesterol quando presentes.

É comprovado que alguns alimentos são grandes aliados no combate às doenças cardiovasculares. Uma simples troca no dia a dia pode prolongar e melhorar a qualidade de vida.
Pesquisas comprovam que o azeite de oliva extra-virgem é um desses grandes aliados. Segundo a médica endocrinologista Ana Flávia Torquato, do ponto de vista químico o azeite é composto predominantemente por ácidos graxos monoinsaturados, além de conter substâncias com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.  Se comporta, portanto, como uma “gordura saudável”.

Ana Flávia Torquato destaca que o consumo regular do azeite promove a redução da pressão arterial, melhora o perfil de colesterol, tem ação anti-aterogênica e reduz as taxas de infarto do coração e acidente vascular cerebral. Segundo a médica, além das doenças cardiovasculares, existem também evidências de que o consumo do azeite de oliva pode reduzir o risco de diversas outras doenças como o câncer de mama, diabetes e Alzheimer.

Ana Flávia explica que o azeite de oliva "Virgem" é extraído mecanicamente da azeitona madura e não é refinado, contendo uma série de substâncias benéficas para a saúde. O tipo "Extravirgem" é extraído de maneira semelhante, mas possui um óleo de melhor qualidade, sabor mais intenso e acidez mais baixa (<1 consumo.="" indicado="" mais="" o="" p="" para="" sendo="" tipo="">
Quando se trata do aquecimento da substância, Ana Flávia esclarece que: “De uma maneira geral, quando os óleos são aquecidos eles podem sofrer mudanças estruturais e liberar substâncias nocivas à saúde. No entanto, várias pesquisas mostraram que o azeite de oliva é um óleo estável e que pouco muda suas propriedades durante o aquecimento, o que o torna uma boa opção de óleo no preparo de alimentos que vão ao fogo”.

A endocrinologista ainda orienta a inclusão do azeite na alimentação, em quantidades moderadas e em conjunto com uma dieta equilibrada e adequada às necessidades e objetivos de cada um: “Esse conjunto de cuidados pode melhorar a saúde como um todo”.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…