#audioinclui

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Dia Mundial do AVC 2019 foca no risco de AVC e sua prevenção


Dia 29 de outubro marca a data, chamando a atenção para a segunda causa de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade

Uma em cada quatro pessoas terá um AVC ao longo da vida. É com este alerta que a Campanha Mundial de AVC, promovida pela Rede Brasil AVC, chama a atenção dos brasileiros para esta que é a segunda causas de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade. E pode acontecer em qualquer um, em qualquer idade, afetando a todos: pacientes, familiares e amigos. 
Lucas Silvestre, coordenador médico do Pronto Atendimento em Neurologia do Hospital São Camilo Fortaleza, alerta para um dado importante: “a prevenção pode evitar 90% dos casos; e o reconhecimento dos sinais de alerta do AVC, e o rápido tratamento de urgência em um centro especializado diminuem a chance de sequelas”. 
O médico explica que existem medidas simples que podem ajudar a reduzir os riscos de AVC, dentre elas: controlar a pressão arterial, evitar o sedentarismo, adotar dieta saudável e balanceada, reduzir o colesterol, combater a obesidade, não fumar e reduzir ingestão de bebida alcoólica.  
Além de prevenir, é importante identificar sinais de alerta. Caso identificados, importante ir à emergência: boca torta ao sorrir, dificuldade para levantar os dois braços, dificuldade para cantar uma música. 
Números e informações que merecem atenção:
- A cada ano, 13,7 milhões de pessoas tem um AVC no mundo, 5,5 milhões morrem e atualmente existem 80 milhões de sobreviventes de AVC.
- No mundo, a cada seis segundos uma pessoa morre em decorr~encia do AVC. 
- Existem dois tipos de AVC: hemorrágico e isquêmico, sendo que 85% são isquêmicos, que se deve à obstrução de uma artéria responsável por levar sangue a uma região do cérebro. Sem nutrientes e oxigênio, parte do cérebro pode morrer.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.