#audioinclui

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Consumo de vinhos finos no fim de ano deve crescer 30% em relação a 2018


O período da Semana Santa e o último bimestre do ano são os mais positivos quando o assunto é consumo de vinhos finos. Para estes últimos dias de 2019, o Mercadinhos São Luiz espera um crescimento de 30% nas vendas dos produtos em relação ao mesmo período do ano passado. 
“O Mercadinhos São Luiz está pronto para atender a esta demanda crescente, oferecendo em sua adega mais de 700 rótulos aos consumidores já consagrados e àqueles que querem ter novas experiências com a bebida nas festas de final de ano”, afirma Luiz Fernando Ramalho, diretor comercial. 
A especialista em vinhos Jardênia Siqueira, da D’origem Distribuidora, afirma que esta curiosidade do cearense é responsável pelo crescimento no consumo de vinhos finos no estado. “É clara a mudança no comportamento do consumidor, e atribuímos a vários fatores: saudabilidade(as pessoas estão comendo e bebendo melhor) menos volume e mais qualidade, com isso o avanço não somente do consumo, bem como em todo entorno dessa cultura: história, elaboração e serviço. Outro fato importante é o avanço da gastronomia, vemos um grande fomento nessa área em nosso estado”, acrescenta. 

Segundo Siqueira, na categoria destaque em crescimento estão os brancos finos, que têm muito a ver com o clima e gastronomia do Ceará. “Mas há uma infinidade de possibilidades, e aos poucos o cearense tem percebido que é possível harmonizar com vinhos em qualquer que seja a ocasião”, destaca. 
Dados do Instituto Brasileiro do vinho (Ibravin) apontam que o Brasil se consolidou como o quinto maior produtor da bebida no Hemisfério Sul e certamente é um dos mercados que cresce mais rapidamente no globo. Hoje, a área de produção vitivinícola no Brasil soma 82 mil hectares (OIV, 2019), divididos principalmente entre seis regiões. São mais de 1,1 mil vinícolas espalhadas pelo país, a maioria instalada em pequenas propriedades (média de 2 hectares de vinhedos por família). 
O potencial de crescimento é enorme, uma vez que apenas 7% dos brasileiros afirmam consumir vinho praticamente todos os dias. Segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), o consumo per capita de vinhos no Brasil é de dois litros por ano.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.