Pular para o conteúdo principal

Software pioneiro desenvolvido pela Pefoce têm auxiliado na flexibilização do trabalho dos peritos


3 DE ABRIL DE 2020 - 16:23 # # # # # # #

O software de gerenciamento de perícia Sistema Galileu, desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTI) da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), têm se tornado uma importante ferramenta de trabalho em meio ao combate ao avanço do novo coronavírus (Covid-19). Pioneiro no País, por meio do Sistema Galileu, peritos criminais e médicos peritos podem incluir laudos no sistema remotamente, ou seja, sem a necessidade de estar presencialmente no órgão, reduzindo assim, a quantidade de servidores aglomerados nos laboratórios e áreas comuns do órgão.
Completando um ano de desenvolvimento do “módulo perícia”, neste mês de abril, o software foi criado com o objetivo de dar mais agilidade, flexibilidade e integração ao trabalho pericial com o suporte da tecnologia. Conforme o perito geral do Ceará, Ricardo Macêdo, que possui 39 anos de atuação como perito, a criação do Galileu atende a uma demanda antiga de modernidade e agilidade do trabalho dos peritos criminais do Ceará. “Bem antes desse momento delicado em função do novo coronavírus, os nossos peritos já utilizavam o Galileu, concluindo os laudos de casa, acessando o sistema via tablet, celular ou computador. O momento pede que a gente utilize a tecnologia a nosso favor”.
Ainda de acordo com Ricardo Macêdo, o software traz impactos positivos em todo o sistema de segurança do Estado. “Enviar e disponibilizar os laudos digitalmente para as delegacias, promotores de justiça e juízes dá mais celeridade às investigações, e isso é uma das prioridades do Programa Ceará Pacífico, de ter mais agilidade nas investigações para elucidação e prevenção de outros crimes”, conclui.
Em relação ao desenvolvimento do Galileu, o coordenador da (CTI), Luciano Freire, conta que o software foi “feito em casa” e com a total participação dos peritos, médicos peritos legistas, coordenadores e supervisores, cada um dando a sua contribuição informando sobre as prioridades e dificuldades para que o software atendesse às necessidades dos servidores.
“Com o Galileu, hoje, os peritos da Pefoce de todo o Estado conseguem finalizar os laudos de casa, assinar digitalmente através de um ‘token’ (chave eletrônica) e conseguem encaminhar diretamente para os inquéritos policiais, tudo isso gerando economia para os cofres públicos, pois evita o uso de papel para impressão e evita o acionamento dos motoqueiros para entrega destes laudos”, explica.

Central de custódia

Outro grande benefício que dá mais segurança ao perito e às investigações é a custódia dos vestígios. Hoje, os vestígios coletados em locais de ocorrências; um objeto suspeito, uma arma, uma cápsula deflagrada ou as amostras biológicas coletadas para análise laboratorial. Todo tipo de vestígio fica assegurado por meio de um lacre de segurança e de um código identificador que permite que esse vestígio seja rastreado dentro da Pefoce. Desta forma, é possível saber se a amostra biológica já foi coletada, se o resultado do exame já saiu e a conclusão de todas as etapas referentes a um caso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada.Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas