Pular para o conteúdo principal

Soltura: após tratamento e reabilitação no RN, Albatroz-de-nariz-amarelo resgatado pela Semace em Trairi volta ao seu habitat natural

 


O albatroz-de-nariz-amarelo encontrado no dia 12 de junho por pescadores na praia de Mundaú, município de Trairi, está de volta ao seu habitat natural. O animal, que se apresentava apático e com dificuldades de voar, foi mantido em residência de uma colaboradora da localidade até ser resgatado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). A aveque recebeu tratamento e reabilitação pela equipe do Centro de Reabilitação de Fauna Marinha do Projeto Cetáceos da Costa Branca – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PCCB-UERN), foi solta na sexta-feira (02), na Praia de Upanema, município de Areia Branca (RN).


O animal foi encaminhado pela Semace para o PCCB-UERN, localizado em Areia Branca, no Rio Grande do Norte, onde foi submetido a tratamento veterinário especializado e ser devolvido à natureza. Assim que a ave marinha deu entrada ao Centro de Reabilitação (PCCB-UERN) foi iniciada uma detalhada e minuciosa avaliação física e investigação clínica do animal, a fim de determinar as causas que motivaram a debilidade de saúde e limitação do voo.


Após exame foi verificado que o albatroz-de-nariz-amarelo tinha todas as penas de uma das asas cortadas, propositalmente, responsável pela incapacidade de voo e vulnerabilidade clínica. A espécie em questão tem total dependência das penas, seja para auxiliar na termorregulação ou para desenvolver seus comportamentos instintivos com excelência. O albatroz-denariz-amarelo é capaz de mergulhar até um metro de profundidade para obter seus alimentos (lulas, peixes e alguns crustáceos), que também podem ser capturados através de voos rente à superfície no mar.


Entretanto, para isso, é essencial a integridade total de suas penas, além de satisfatória condição clínica e física. Por essa razão, além de todo protocolo terapêutico veterinário instituído, a equipe técnica do Projeto Cetáceos da Costa Branca teve cuidados e preocupação em restabelecer a condição das penas do animal. Foi necessário a realização do procedimento conhecido como (feather imping) ou implante de penas, técnica muito pouco difundida no Brasil e raramente relatadas em aves marinhas.


Para ser possível a execução da atividade, diversos gansos domésticos foram selecionados e utilizados como doadores de penas, sendo as penas escolhidas uma a uma para que todos os requisitos desejados e necessários fossem criteriosamente cumpridos, quanto à forma e tamanho, por exemplo. Após a implantação das penas, recondicionamento físico e restabelecimento clínico, o albatroz-de-nariz-amarelo pode ser devolvido e solto à natureza


Segundo o médico veterinário Augusto Bôaviagem, coordenador do centro de reabilitação, “todos os esforços para garantir a reabilitação e posterior soltura de animais marinhos à natureza são necessários, principalmente quando a espécie se encontra como vulnerável à extinção”, informou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!