Pular para o conteúdo principal

*TCE Ceará expressa pesar pelo falecimento do conselheiro decano Alexandre Figueiredo*

 *TCE Ceará expressa pesar pelo falecimento do conselheiro decano Alexandre Figueiredo* Com profundo pesar, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará informa o falecimento do conselheiro Alexandre Figueiredo, neste domingo (16/6). Em nome de todos os conselheiros, auditores, procuradores de contas, servidores, colaboradores e estagiários, o presidente do TCE Ceará, conselheiro Rholden Queiroz,  se solidariza com os familiares e amigos do conselheiro decano desta Corte de Contas. Natural de Sobral (CE), Alexandre Figueiredo tinha 66 anos. Foi empossado como Conselheiro do Tribunal de Contas do Ceará em 29/6/95, após ser indicado por dez partidos políticos representados na Assembleia Legislativa.  Pós-graduado em Direito Constitucional, ingressou na política-partidária, sendo eleito Deputado Estadual pela primeira vez para cumprir mandato de 1987 a 1991. Reelegeu-se para legislatura de 1991 a 1995.  Na Assembleia, foi presidente das Comissões de Agricultura e Pecuária e de Constituição, Ju

Quanto tempo os condenados na Chacina de Curió ficarão presos?

 

 

Especialista lembra que as mortes aconteceram do antes do Pacote Anticrime, que tem penas mais duras para crimes hediondos

 

Finalizado o julgamento de quatro policiais militares acusados de participação da Chacina do Curió, como ficou conhecida a morte de 11 pessoas, em 2015, na Grande Messejana, em Fortaleza-CE, a pena somada chega a mais de 1.100 anos de reclusão.

 

Cada um dos condenados recebeu penas superiores a 275 anos, a serem cumpridos inicialmente em regime fechado. Mas como se chega a uma pena tão grande?

 

especialista em Direito e Processo Penal e mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP, Leonardo Pantaleão, explica que o juiz, para fixar uma pena, leva em conta o critério trifásico estabelecido no artigo 68 do Código Penal. Primeiro, ele parte da pena base, depois as agravantes e atenuantes, depois as causas de aumento ou diminuição previstas e identificadas no caso concreto.

 

“No caso específico, as penas, considerando o número de pessoas atingidas o número de vítimas e a pluralidade de crimes, alcançamos o patamar, de acordo com o cálculo efetuado pelo magistrado, de 275 anos de condenação”, diz o advogado.

 

Mas a pergunta que cada familiar das vítimas faz é: quantos anos efetivamente serão cumpridos em regime fechado? Um importante dado para essa resposta está na data do crime.

 

“Considerando que o crime foi cometido em 2015, e ainda nós não tínhamos a regência do Pacote Anticrime, é a lei da época que vai regulamentar o fato. Nesse cenário, considerando a prática de crimes de hediondos, por serem homicídios qualificados, a legislação previa que o cumprimento da pena deve ser de dois quintos, em caso de réu primário, para pleitear qualquer progressão de regime e, se for reincidente, se faz necessário o cumprimento de três quintos da condenação total, levando em conta o total da pena para que se possa pleitear a progressão para regime menos gravoso”, diz Pantaleão.

 

A pena aplicada a cada réu, cinco vezes maior do que o tempo máximo permitido, 40 anos, num primeiro momento, pode parecer midiática e para que se tenha uma sensação de justiça, mais do que prática. Mas na verdade, como explica Pantaleão, ao final daquele critério trifásico, mesmo que a pena ultrapasse os 40 anos, esse marco final é que será considerado para qualquer tipo de requerimento durante execução da pena.

 

“Toda vez que algum dos condenados, durante execução da pena, for pleitear alguma benesse, algum benefício previsto na lei, como por exemplo progressão de regime ou livramento condicional, leva-se em conta o tempo da pena fixada e não o máximo que ele pode cumprir” explica Pantaleão.

 

Sobre o recurso dessa decisão, segundo pantaleão, independentemente da dosimetria da pena, o recurso é o mesmo. “A defesa pode, sem dúvida alguma, vai ingressar com recurso de apelação para se insurgir contra a decisão proferida pelo jurados, até mesmo pelo cálculo da pena fixada pelo juiz, para buscar uma revisão dessa decisão pelo Tribunal de Justiça do Ceará”, diz ele.

 

Outros acusados de participarem da chacina, devem ser julgados ainda esse ano e a condenação de alguns policiais, principalmente em casos midiáticos, em casos julgados pela sociedade, no caso do conselho de sentença, composto por pessoas que não são formadas necessariamente em direito e leigas, na sua maioria, segundo o especialista, pode influenciar os próximos julgamentos.

 

“Porém, não se pode perder de vista que a conduta de cada um deve ser individualizada e cada um e cada um responder na medida da sua culpabilidade. Se, eventualmente, dentre os próximos julgamentos, ficar demonstrado que alguém não teve qualquer relação com o cenário, naturalmente deve ser absorvido, seguindo sempre um critério de equidade, de justiça e acima de tudo, de proporcionalidade da conduta de cada um”, conclui Pantaleão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.