segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Prefeitura realiza o plantio de mais de 27 mil mudas em 2017 e utiliza técnica inovadora

 As ações aconteceram em diversas localidades como parques, vias urbanas, escolas e postos de saúde.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor),  realizou o plantio de 27.794  mudas entre ornamentais, nativas, frutíferas e palmeiras,  no período de março a outubro deste ano, para aumentar a cobertura vegetal da cidade. As ações aconteceram em diversas localidades como parques vias urbanas, escolas e postos de saúde.
Segundo a UrbFor, a ideia é tornar a cidade mais verde, bonita e que essas árvores componham sumidouros de carbono, que  são trechos verdes que geram mais absorção do que emissão de gás. “O plantio de mais de 27 mil mudas ao longo deste ano, significa dizer que a cidade passa a contribuir com as políticas de combate aos efeitos das mudanças climáticas que é uma agenda global,” afirma, Regis Tavares, superintendente da UrbFor.
As espécies utilizadas nos plantios foram nativas como Munguba, Jucá, Oiti, Ingá, Pau-Branco-do-Sertão, espécie considerada vulnerável a extinção. As ornamentais mais utilizadas em jardins foram Mini-lacre, Ixória, Alamanda, Pingo de Ouro, Dacenas e as Palmeiras, e as frutíferas como Cajá, Mangueira e Pitangas e Acerola.
Para reduzir os custos com a irrigação e garantir mais tempo de sobrevivência das plantas, a UrbFor passou a utilizar uma técnica inovadora no plantio onde há escassez de água. O Hidrogel, um gel para plantio com a alta capacidade de retenção de água, é colocado nas covas de plantio, envolvendo as mudas, possibilitando a redução da frequência na irrigação, tradicionalmente diária, para um intervalo que pode chegar a 20 ou até 30 dias. A primeira experiência prática em campo ocorreu na Praça da Juventude Genésio Queiroz, no bairro Edson Queiroz, onde foram plantadas dezenas de mudas com o Hidrogel.

Segundo o engenheiro agrônomo da UrbFor, Vladmir Sena, a utilização do  Hidrogel é importante  para o plantio urbano, especialmente no segundo semestre, por ser um período de seca que depende de irrigação, que como regra, é feita com carros pipas, o que gera altos custos para a Prefeitura.  “Com a utilização do gel, nós podemos plantar mais, a um custo com irrigação menor, aumentando a capacidade de sobrevivência das plantas, ressalta Vladimir”.  

O superintendente da UrbFor, Régis Tavares, ressalta que, além da opção pelo uso do gel, prioriza-se o plantio de espécie nativas, que são de baixo custo de manutenção por possuírem uma maior capacidade de fixação das mudas. “É feito levantamento com engenheiros agrônomos e arquitetas para a definição do quantitativo e das espécies que serão plantadas. As espécies de outras regiões podem ter uma série de problemas de adaptação enquanto as nativas já são adaptadas ao nosso clima. Além disso, a manutenção é mais barata.”, observa Régis Tavares.



O trabalho é feito por várias equipes espalhadas pela cidade. Dentre os últimos locais que receberam a ação estão o Centro Educacional do Dendê, localizado no bairro Jardim Iracema, o Conselho Tutelar, localizado no bairro Dias Macedo, o Centro Social Urbano (CSU), no bairro Carlito Pamplona, a Av. Alberto Nepomuceno, no Centro, a Praça dos Leões, também no Centro, e o Centro de Educacional Infantil João Marçal Mesquita, no bairro Álvaro Weyne.

É do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho de onde saem também todas as árvores plantadas pela Prefeitura. As espécies são levadas já adultas para serem plantadas. Para solicitação de mudas, basta entrar em contato com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) pelo número 3452-6910. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas.

Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.