Pular para o conteúdo principal

*Sindiônibus fará lançamento de campanha sobre Autismo nos coletivos*


Nesta sexta-feira (09/08), às 9h, o Sindiônibus fará o lançamento da campanha “O Autismo não se cura, se compreende”, que tem como objetivo esclarecer, tanto aos usuários de ônibus como também aos operadores do transporte, o que é o Transtorno do Espectro Autista, como também orientar como agir ao presenciar uma crise, informar que eles têm prioridade nos ônibus e estimular a empatia e o respeito.

A campanha contará com cartazes nos ônibus, folders ilustrados, spot em rádios, troca dos adesivos de assentos prioritários nos ônibus e material de treinamento padronizado que será aplicado pelos RH de todas as empresas de ônibus.

Estarão presentes no lançamento os representantes da Etufor, PAITT, AMC, Detran, ARCE, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, além das empresas de ônibus e as duas associações de autismo que estão assinando a campanha junto ao Sindiônibus, Fortaleza Azul e Pintando o Sete Azul.

*SERVIÇO*
Lançamento Campanha Autismo nos Ônibus *“O Autismo não se cura, se compreende”.*
Dia: *sexta-feira* (09/08/19)
Horário: *9h às 10:30h*
Local: *Auditório Sindiônibus* (Av. Borges de Melo, 60)
Assessoria: Juliana de Paula (98513.6066)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…