Pular para o conteúdo principal

Campeonato Mundial de Kitesurf inicia com atletas de Caucaia



A praia do Cumbuco começou a receber nesta terça-feira (19/11) a última etapa do Campeonato Mundial de Kitesurf na categoria estilo livre. Ao todo, 32 atletas profissionais de Caucaia, de outros estados brasileiros e de mais de 20 países vão competir no Superkite Brasil. As provas seguem até o próximo sábado (23/11), sendo realizadas em frente ao Durobeach Hotel.
Conforme o secretário municipal de Turismo e Cultura, Paulo Guerra, a iniciativa de apoiar eventos de grande magnitude gera impactos positivos na economia da cidade. “A visibilidade da competição no mundo trás um retorno a curto e médio prazo para nosso turismo e toda economia que gira neste setor. É uma grande vitrine para o Cumbuco e toda Caucaia”, ressalta.
Para o atleta Mateus Mendes, participar da competição é uma honra. “É uma alegria muito grande estar representando um povo humilde, de origem de pescador, e o nosso país. É um esporte lindo e vamos dar o nosso melhor para honrar Caucaia, o Cumbuco e nosso país”, destaca ele, que mora no Cumbuco.
Davi Ribeiro, atleta mais novo da competição, de apenas 11 anos (FOTO), chega da Lagoa do Cauípe para disputar um espaço com os grandes velejadores. “Era meu sonho conseguir entrar para a competição. A expectativa é boa. É minha primeira vez e vamos para cima. É  muito emocionante ser de Caucaia e disputar com atletas do mundo inteiro.”
Este ano, o torneio já passou pela França, Turquia, Holanda e Egito. A Prefeitura de Caucaia é um dos patrocinadores do Superkite Brasil. Nove secretarias municipais atuam diretamente no evento.
SERVIÇO
FINAL DO MUNDIAL DE KITESURF
QUANDO:
 de 19 a 23 de novembro.
ONDE: área de praia em frente à barraca Durobeach.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…