Pular para o conteúdo principal

Capacitação técnica em Segurança do Trabalho abre oportunidade para quem deseja atuar no mercado




A preocupação com a segurança do trabalho se tornou um fator relevante para as empresas no Brasil, com a implantação e o aprimoramento de uma legislação própria e uma série de normas que regulamentam o serviço. O artigo 157 da Consolidação das Leis do trabalho (CLT) define que cabe às empresas cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho; instruir os empregados, através de ordens de serviço, quanto às precauções a tomar no sentido de evitar acidentes do trabalho ou doenças ocupacionais; adotar as medidas que lhes sejam determinadas pelo órgão regional competente; e facilitar o exercício da fiscalização pela autoridade competente. Para garantir o que diz a legislação, toda empresa hoje se preocupa em contratar um profissional da segurança do trabalho, o que abre oportunidade para quem deseja atuar no ramo, já que se tornou uma exigência para as empresas e instituições públicas no País.

É o técnico em segurança do trabalho que é o responsável por preservar a saúde e a integridade física do trabalhador e garantir que as atividades ocupacionais sejam realizadas com segurança para que assim, possa se evitar danos para a empresa. O especialista atua basicamente na participação da elaboração e implementação da política de saúde e segurança no trabalho dentro das empresas de pequeno, médio e grande porte. O técnico lida diretamente com o manejo de riscos e possíveis acidentes no local de trabalho, cuida da saúde e da segurança dos colaboradores, além de pesquisar formas de aumentar a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas no ambiente laboral. A presença de um técnico em segurança do trabalho nas empresas também tem o intuito compreender as medidas de segurança necessárias, os processos industriais e as relações de trabalho para reduzir os riscos de acidentes profissionais, bem como diminuir as chances de prejuízos à empresa.

Atualmente, o técnico em segurança do trabalho atua, sobretudo, na prevenção e na avaliação de doenças ocupacionais e acidentes em empresas e instituições públicas, nos diversos setores econômicos. Com o curso técnico na área, o profissional pode conseguir a inserção no ramo da construção civil, em hospitais, nas indústrias, em instituições de ensino, em fábricas alimentícias, em empresas agroindustriais, em portos e aeroportos, nas centrais de logística, nas fábricas de equipamentos de segurança, nas companhias de mineração ou de extração de petróleo e gás ou em outras organizações comerciais e industriais de pequeno a grande porte. Deu para perceber as diversas oportunidades de atuação do profissional se ele ter o curso de capacitação. Segundo a Federação Nacional dos Técnicos em Segurança do Trabalho, existem 430 mil profissionais formados no Brasil. Normalmente, acontece que quando o aluno conclui o curso técnico, facilmente recebe oferta de estágio ou emprego, já que a demanda no setor tem sido crescente.

Com o objetivo de atender as demandas do mercado, que é constante e só tende a aumentar na medida em que as empresas buscam a cada dia se adequar às normas estabelecidas, o Centro Universitário Ateneu oferta o Curso Técnico em Segurança do Trabalho, com oportunidade flexível para quem deseja ingressar na área promissora do mercado de trabalho. A UniAteneu oferta o curso nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Os interessados devem acessar o site http://uniateneu.edu.br/ e obter mais informações de como fazer a sua inscrição ou entrar em contato com a central de Atendimento para obter maiores informações pelo telefone 0800 006 1717.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…