quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Teatro Carlos Câmara apresenta nesta semana cineclube, show com o Bando Oco do Mundo e teatro com os grupos Fuzuê, Panelinha e Comedores de Abacaxi S.A.

O Teatro Carlos Câmara (TCC), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), apresenta na semana de 8 a 12 de fevereiro, uma programação cultural realizada em parceria com o Teatro Máquina, que inclui a estreia de duas temporadas de espetáculos de circo e um infantil. O equipamento oferece também atrações musicais com destaques da cena cearense e segue com as sessões semanais do seu programa de cineclube. Todas as atividades têm entrada gratuita. O TCC fica na rua Senador Pompeu, 454, Centro. Confira a programação completa no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.

O Grupo Fuzuê apresenta o espetáculo “Palafita” durante as quintas-feiras, dias 9,16 e 23/2, em dois horários, às 12h30 e às 16h. A obra, construída em co-autoria por Edmar Cândido e Eric Vinícius, é uma proposição de equilíbrio entre dois corpos, ora sobre mãos e pés, ora reconstruindo formas de estar no outro. A sustentação do corpo sobreposto se dá pela busca de eixos estáveis, remetendo a imagem dos casebres lacustres que conhecemos por palafitas.

Às sextas-feiras, nos dias 10, 17 e 24/2, sempre às 16h, a temporada de espetáculos de rua fica a cargo do Grupo Panelinha com o seu “MA-GI-AH”, apresentando as presepadas de Bibildo, um dos mágicos mais atrapalhados da história da magia. No monólogo, Dyego Stephann é Bibildo, ele se acha um grande mágico, mas no fundo é um verdadeiro trapalhão. Entre números de desaparecimentos de objetos, transformações e até hipnotismo, ele vai levando a plateia a grandes gargalhadas e surpresas.

A programação musical traz, a cada semana um show diferente, sempre às 18h30. Nesta sexta-feira, 10/2, será a vez do público conferir as apresentações do grupo Bando Oco do Mundo (10/2), que traz em suas melodias a batida dos tambores misturada com a guitarra violada. O Oco do mundo é maracatu, ciranda, brega, reggae, coco e rock que se misturam com um pulsar da cidade e do campo e a força de suas ancestralidades. Dizemos que "se a gente tem um violão na mão e uma música na cabeça é o bastante para nos apresentar”. O Bando Oco do Mundo entende seu estilo musical como rock de calçada por apreciar apresentações mais integradas ao público, sem divisão clássica artista/espectador. Quem também se apresenta nas sextas-feiras de fevereiro, são os músico Lil Bálack (17/2) e a banda Fulô da Aurora (24/2).

Aos domingos de fevereiro, dias 12, 19 e 26/2, sempre às 10h, o grupo Comedores de Abacaxi S.A faz temporada com seu espetáculo infantil “Entra na Roda”, contando a estória de quatro velhos amigos, em meio a implicâncias e pirraças. Com direção de Débora Ingrid e direção musical de Arthur Guidugli, a peça propõe uma viagem a lugares longínquos no tempo, através da música, das brincadeiras e das cantigas populares que são passadas de geração em geração e que, mesmo hoje, ainda continuam marcando a infância de muitas crianças.

O programa de cineclube do Teatro Carlos Câmara apresenta nova seleção de curtas-metragens, este mês com curadoria de Camila Osório e Grenda Costa. O recorte temático é “filmes de estudante” e traz obras de Leonardo Mouramateus, Lohayne Lima, Wislan Esmeraldo, Breno Baptista e Fernanda Brasileiro, entre outros. As sessões acontecem sempre às quartas-feiras, no horário de 16h. Segue lista completa dos filmes:

Bruxartistas ceará prévia (Dir. Bárbara Cabeça, Isaac Bento, Rebeca de Melo e Verônica Vilela, 5min. CE), Humano máquina (Dir. Marcos Braz, 5min. CE), Shogun 414 (Dir. Rafael de Jesus, 14min. CE), Antes da Encanteria (Dir. Jorge Polo, Lívia de Paiva, Elena Meirelles, Gabriela Pessoa e Paulo Victor Soares, 21min. CE/RJ), Minha mãe em 2007 (Dir. Yuri Peixoto, 3min. CE), Jaime (Dir. Luciana Vieira, 5min. CE), Inadequada (Dir. Mylla Fox, 15min. CE),  Aquele Céu de Azul Petróleo (Dir. Fernanda Brasileiro, 20min. CE), Querid_Fantasma (Dir. Clébson Oscar, 3min. CE), Uqbar (Dir. Mariana Nunes, 16min. CE), Superdance (Dir. Pedro Henrique, 20min. CE), O Completo Estranho (Dir. Leonardo Mouramateus, 24min. CE), Novembro#9 (Dir. Lohayne Lima, 3min. CE), Tenho um dragão que mora comigo (Dir. Wislan Esmeraldo, 19min. CE), Jonas Banhado em  Sangue (Dir. Mateus Bandeira, 18min. CE), Monstro (Dir. Breno Baptista, 20min. CE).
Enviar

Deixe seu comentário: