domingo, 21 de maio de 2017

Secult e STDS assinam nesta segunda, 22/5, no Cineteatro São Luiz, termo de parceria integrando políticas de cultura e assistência social


A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Ceará (STDS) assinam nesta segunda-feira, 22/5, às 9h, no Cineteatro São Luiz, termo de parceria para maior integração entre políticas de cultura e assistência social. Serão desenvolvidas ações e atividades culturais para famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pelos equipamentos socioassistenciais do Governo do Estado,  através do novo Projeto Assistência Social e Cultura – Ascult.
A STDS e a Secult elaborarão conjuntamente programações culturais a serem realizadas nas unidades operacionais daSTDS, garantindo o acesso dos usuários de forma gratuita, beneficiando o público de cada unidade. As atividades em parceria serão realizadas inicialmente ao longo de um ano, prazo que poderá ser estendido, após avaliação das ações promovidas.
Após a assinatura pelos secretários Fabiano dos Santos Piúba  (Secult) e Josbertini Clementino (STDS), os participantes assistirão a um vídeo sobre o Cineteatro São Luiz, com direção do cineasta cearense Joe Pimentel. Já às 10h30 acontece exibição do curta "A navalha do avô", premiado curta-metragem de Pedro Jorge.
A parceria entre Secult e STDS dá prosseguimento ao trabalho realizado pelo Governo do Estado para integração da política cultural às diversas outras políticas públicas implementadas e coordenadas pelo Governo do Estado. Como destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, as ações se dão em sintonia com as diretrizes da política cultural, do Plano de Governo "Os 7 Cearás", de maior presença da cultura na agenda do governo e da sociedade, além do Plano Estadual de Cultura, aprovado em 2016, com as metas para a política cultural para os próximos 10 anos. A presença da cultura nas diversas vertentes da política pública ressalta sua importância para a economia, a geração de emprego e renda, a saúde, o Ceará Pacífico e, em parceria com a STDS, as ações relativas a trabalho e assistência social.
Enviar

Deixe seu comentário: