sexta-feira, 23 de junho de 2017

Em parceria com a Ancine, Secult promove a palestra “Games – Panorama da Regulação e Financiamento no Brasil”, com Paulo Alcoforado, Secretário de Financiamento da Ancine


A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), no âmbito das ações do Ceará Filmes - Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital, e em parceria com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), realiza a palestra “Games – Panorama da Regulação e Financiamento no Brasil”, a ser proferida por Paulo Alcoforado, Secretário de Financiamento da Ancine, nesta quinta, 22/6, às 14h, no auditório da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, localizado no 6º andar do edifício situado à rua Major Facundo, 500, Centro.

A iniciativa visa proporcionar aos diversos agentes da cadeia produtiva da Arte e Cultura Digital - e do Audiovisual como um todo - uma visão ampliada do atual estágio do segmento dos games em face ao mercado nacional, expondo os mecanismos de regulação e financiamento desse setor que movimentou, em termos globais (2016), 91,5 bilhões de dólares, mais do que os valores relativos ao cinema, que ficaram na casa dos 88,5 bilhões de dólares.

“O Brasil, nesse contexto da economia global ligada ao segmento dos Games, movimentou cerca de 1,5 bilhão de dólares,  pelo que essa parceria entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e a Ancine em torno do tema, além de ser estratégica para o Ceará, vem a ser o ponto de partida desse debate que, dentro das ações previstas no Ceará Filmes, resultará em um edital estadual voltado para a Arte e Cultura Digital, iniciativa que, acreditamos, envolverá boa parte do setor audiovisual cearense, incluindo desde empresas já estabelecidas e especializadas em Games, até profissionais que, pela própria natureza de suas atividades – como aqueles que trabalham com Animação, por exemplo -, poderão compor, de maneira eficaz e proativa, a expansão e consolidação desse promissor segmento em nosso Estado”, destaca Duarte Dias, Coordenador de Audiovisual da Secretaria da Cultura.

Sobre o Ceará Filmes


Ampliando a articulação e a política para o audiovisual e a arte e cultura digital cearense, o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura e do Instituto Dragão do Mar, lançou, no dia 9 de maio, o Ceará Filmes - Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital.

Dividido em sete eixos - Produção, Distribuição, Exibição, Preservação, Formação, Rede Institucional e Legislação –, o programa se estrutura a partir de ações concretas advindas do diálogo integrador entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e os diversos agentes atuantes no audiovisual cearense: empresas produtoras, distribuidoras e exibidoras; associações, sindicatos e demais entidades de classe; escolas e universidades públicas e privadas; rede pública e privada de TV, além de instâncias governamentais.

Por meio da conexão transversal entre ações já realizadas pela Secult e a implementação de novas iniciativas para o fortalecimento do audiovisual e da arte e cultura digital, o Ceará Filmes conta com investimento de R$ 59,5 milhões, abrangendo ações de 2016 e 2017, pela Ancine e pelo Governo do Estado do Ceará. Esses recursos viabilizam o Edital Cearáde Cinema e Vídeo, da Secult, o programa Cinema nas Cidades e o Edital TV Ceará Inédito. Desse montante, o investimento da agência é de R$ 40 milhões, com o investimento do Estado, por meio da Secult, chegando a R$ 19,5 milhões.

Enviar

Deixe seu comentário: