Pular para o conteúdo principal

Pacatuba comemora semana da Educação

"As pesquisas sociais realizadas nas últimas décadas apontam a educação como principal caminho para a redução da desigualdade social. Neste sentido a educação pode mudar a vida dos seres humanos, transformando em sujeitos capazes de “ler” o mundo e interagir com esse mundo em busca de transformação da realidade. Com esse objetivo o município de Pacatuba promove de 25 a 29 de abril a 1ª Semana da Educação onde irá discutir temas diversos relacionados a educação.

A semana é realizada em comemoração ao Dia da Educação, lembrado nacionalmente em 28 de abril. Em sua 1ª edição, o evento será composto por uma série de atividades gratuitas como palestras, amostras, fórum municipal de ideias inovadoras, entrega de novos fardamentos para todos os alunos da rede municipal e encerrando com apresentações culturais na Praça da Juventude.

De acordo com a secretária de Educação do município Ana Kelly Pinto Cavalcante o evento tem como proposta discutir ideias inovadoras para o desenvolvimento da educação nas três esferas municipal, estadual e federal.
“ Produzir conhecimentos ousados é apostar no rompimento com o senso comum, apontando novas alternativas que venham atender os anseios da sociedade atual e gerações futuras”, disse.

As propostas serão fomentadas e apontadas como sugestões para o Plano Municipal de Educação."

Fonte: jornalista Rachel Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…