Pular para o conteúdo principal

Exposição "It Was Amazon" tem abertura neste sábado, 6/8, no Sobrado José Lourenço

O Sobrado Dr. José Lourenço, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), recebe neste mês nova exposição intitulada "It Was Amazon", contendo 16 desenhos do artista Jaider Esbell, índio do povo Makuxi do estado de Roraima. A abertura da exposição acontece neste, sábado, 6/8, às 10h, no próprio equipamento, com presença do autor das obras, para um bate-papo na atividade intitulada "Café do Zé". Entrada franca. 

A exposição "It Was Amazon" ou "Era uma vez a Amazônia" é uma coleção de obras de arte indígena contemporânea, que tem como objetivo atingir todo o território nacional ao longo de dois anos. O Ceará é o terceiro estado a receber a mostra que inclui, além das obras, a presença física, a voz do artista, como parte da itinerância. São 16 obras, desenhos elaborados com técnica livre em papel canson preto em tamanho A3 com tinta branca de caneta posca, japonesa. Carregada de significados visuais, a coleção traz todas as forças da floresta, dos seres e mundos da Pan-Amazônia.
 
"Amazônia mundial, um lugar exuberante e plural, que vive a harmonia do equilíbrio com feridas cancerígenas provocadas pela corrida ao desenvolvimento. A catástrofe vem, é breve. Lá está o homem local, está o homem global, pois em ciclo, não há começo ou fim", antecipa o artista que é geógrafo especialista e vive na cidade desde os 18 anos. Vindo da terra ancestral de seu povo, hoje Terra indígena Raposa-Serra do Sol, demarcada e homologada, Esbell não deixa sua aldeia, leva-a ao mundo, com arte.

Amazônia viva e agonizante

O artista rebate que sua obra seja denuncia pura ou mero sensacionalismo. Ao integrar-se fisicamente na mostra, acredita ir muito além do encantamento, deslumbramento, ausência total de sentimentos, angústias ou alívios contemplativos. O artista fala de uma Amazônia atual, viva e agonizante, mostra um leque sortido de variedades antigas. 

Realidades incontestáveis e contestáveis sim, traduzidas em fatos, mitologias vivas e o novo índio como possível, estando excluído sendo peça central, fundamental. O artista defende e tenta evidenciar que seu trabalho de comunicação com arte transpõe qualquer limite ou categorização. 

Para o índio que já ensinou e expôs no Estados Unidos (Pitzer College, 2013) e hoje é um dos artistas mais influentes do Brasil (prêmio PIPA), ter tais habilidades não são meros merecimentos, é missão assumida, coisa de ancestralidade. 

O "novo" índio. completa o artista, não está mais no imaginário, ele está em todos os lugares, na cidade especialmente, firme no seu tempo e conectado nas redes plurais da contemporaneidade projetando-se em bloco. O novo índio aceita e contribui com as modernas tecnologias, com a ciência seja escrevendo, falando ou meramente existindo. Ele preserva e polui, consome e quer dignidade, merece continuar assim, feliz, vivendo numa floresta viva, também. 

Esbell, sobrenome de origem francesa leva ainda mais o visitante a furar os cercos das limitações e des-romantizar, de vez, o caos impresso nas láureas, pelo tempo. Provocação? Talvez. O artista convida a população cearense e turistas a uma conversar silenciosa diante das obras físicas. "Talvez nos vejamos como parte do problema, sem dúvida somos parte fundamental das soluções", alerta.

SERVIÇO

Abertura da exposição "It Was Amazon", com Jaider Esbell
Data: Sábado, 6 de agosto
Hora: 10h
Local: Sobrado dr. José Lourenço (Rua Major Facundo, 154, Centro)
Contato: (85) 3101.8826

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340